Vila Nova de Famalicão chama startups

Os projetos empreendedores de serviços de gestão, marketing, assessoria jurídica, desenvolvimento de produtos e de financiamento podem ser apoiados pela medida de apoio Vale de Incubação.

Estão abertas as candidaturas ao Vale Incubação, medida de apoio ao empreendedorismo da StartUP Portugal, destinada às startups com menos de um ano, que concede cinco mil euros por candidatura aprovada.

Projetos de aquisição de serviços de incubação na área do empreendedorismo, nomeadamente serviços de gestão, marketing, assessoria jurídica, desenvolvimento de produtos e de financiamento, podem ser apoiados no Vale Incubação.

De acordo com o comunicado no site da Câmara Municipal de Famalicão, o Município é uma das entidades acreditadas pelo IAPMEI – Agência para a Competitividade e Inovação para a prestação de serviços de incubação, através da Incubadora Famalicão Made IN, que integra a Rede Nacional de Incubadoras.

As startups que concorram ao Vale Incubação, com interesse em desenvolver a sua atividade no concelho, devem escolher o Município de Vila Nova de Famalicão como entidade acreditada. O objetivo da autarquia passa por atrair novas startups para os dois polos da Incubadora Famalicão Made IN.

O prazo para apresentação de candidaturas decorre até ao dia 30 de dezembro. Os interessados em receber apoio para a formalização das candidaturas podem dirigir-se ao Gabinete de Apoio ao Empreendedor do Famalicão Made IN.

Recomendadas

EDP procura startups mais inovadoras na área da energia

Elétrica lança a 7ª edição do Free Electrons em busca de startups inovadoras. Candidaturas decorrem até 28 de janeiro.

Empreendedores apresentaram soluções inovadoras na área de saúde

A portuguesa R-nuucell, spin-off da Faculdade de Ciências, Universidade de Lisboa, que desenvolve novos medicamentos para a terapia dirigida ao cancro da mama triplo negativo integrou o grupo de 20 startups que se apresentaram aos investidores na CUF Tejo, em Lisboa.
Icebot_Hottoast_960x600

Icebot: um robô que serve gelados

A startup brasileira Roboteria criou um braço robótico que é capaz de servir 600 gelados por dia, em quiosques.
Comentários