Violência doméstica. APAV junta-se à hamburgueria A-100 em ação de sensibilização

A hamburgueria compromete-se a doar à APAV um euro por cada sobremesa vendida esta sexta-feira e vai iniciar uma angariação de fundos na sua página de Instagram até ao final do ano, com o dinheiro a reverter a favor da associação.

A Associação Portuguesa de Apoio à Vitima (APAV) juntou-se à hamburgueria A-100 e à agência portuguesa Savvy no âmbito do Dia Internacional Pela Eliminação da Violência Contra as Mulheres, assinalado esta sexta-feira. Os restaurantes vão doar um euro à associação por cada sobremesa vendida nesta data.

Em comunicado, a Savvy faz saber que a campanha vai aproveitar o rebranding que foi feito nas embalagens da hamburgueria portuguesa, que são feitas num tom preto e trazem a frase “come e cala-te”.

Para levar a cabo a iniciativa, cada cliente recebe, juntamente com o seu hamburguer, um autocolante vermelho com a palavra “fala” e as informações de contacto da APAV. O propósito passa por convidar todos a colarem o dito autocolante por cima da mensagem “come e cala-te”, inscrita na embalagem.

A hamburgueria A-100, além de se comprometer a doar à APAV um euro por cada sobremesa vendida neste dia, vai também iniciar uma angariação de fundos na sua página de Instagram até ao final do ano, com o dinheiro a reverter a favor da mesma associação.

Segundo os dados mais recentes só este ano morreram pelo menos 28 mulheres vítimas de violência, sendo 22 em contexto de relações de intimidade, um número que já ultrapassou os dados do ano anterior. As vítimas tinham entre 36 e 50 anos.

A project manager da Savvy, Inês Tienza, refere que a agência sentiu “de algum modo a responsabilidade de dar voz a causas sociais juntamente com as marcas, que ajudem na evolução da sociedade”.

Recomendadas

Emissão obrigacionista da Sonangol é “bem vinda” para a bolsa angolana

Segundo o responsável do Departamento de Desenvolvimento de Mercado da Bodiva, Nivaldo Matias, a iniciativa da Sonangol ainda não foi dada a conhecer formalmente à instituição, contudo, a decisão da petrolífera é “bem-vinda”.

Novabase suspende programa de recompra de ações

A tecnológica já tinha suspendido o programa em junho, tendo depois voltado a retomá-lo. Segundo informação publicada nessa altura, o programa estava previsto durar até 31 de dezembro de 2023.

Trabalhadores da Autoeuropa rejeitam pré-acordo laboral que previa aumento de 5,2%

Dos mais de cinco mil trabalhadores da fábrica de automóveis da Volkswagen, em Palmela, no distrito de Setúbal, só 3.865 exercerem o direito de voto, 2.007 dos quais votaram contra o pré-acordo e 1.826 a favor. Houve ainda 10 votos nulos e 22 brancos.
Comentários