Violência doméstica: denúncias aumentam mas dados não indicam aumento de casos

A secretária de Estado da Igualdade e Migrações disse hoje que não tem nenhum dado que indique que o número de ocorrências de violência doméstica aumentou no país, mas “sim um aumento das denúncias”.

“Há algo que ainda não conseguimos fazer que é diminuir a incidência, diminuir o número de agressões e esse tem que ser o nosso grande compromisso”, afirmou à agência Lusa, Isabel Almeida Rodrigues.

A governante falava à margem da apresentação do Plano Municipal para a Igualdade e Não Discriminação da Câmara Municipal de Castelo Branco, que decorreu no Salão Nobre da Secretaria de Estado da Conservação da Natureza e Florestas.

“Julgo que é importante ter presente que não temos nenhum dado que indique que o número de ocorrências [violência doméstica] aumentou. Temos sim, aumento de denuncias e isso também é fruto de todo o investimento que se faz na rede [apoio às vítimas de violência doméstica]. Porque a vitima se não sentir que há suporte, não vai denunciar porque a sua situação vai agravar-se ainda mais”, frisou.

Isabel Almeida Rodrigues salientou que é preciso educar para a desconstrução de estereótipos e de representações sociais e criar e reforçar a rede de respostas que existe no país, “para que as vitimas se sintam cada vez mais empoderadas”.

Questionada pela Lusa sobre o Plano de Ação para o Combate à Discriminação em razão da Orientação Sexual, Identidade e Expressão de Género, e Características Sexuais, que terminou em 2021, a secretária de Estado salientou que já decorreu a consulta pública e o plano está revisto.

“Estivemos a fazer a revisão dos planos e ainda este mês [setembro] vão ser publicados. É esse o compromisso”, concluiu.

Recomendadas

Diferendo entre Ordem dos Advogados e Conselho de Deontologia de Lisboa volta “à estaca zero”

O despacho deixa o recurso apresentado em janeiro desse ano pelo bastonário, Luís Menezes Leitão, novamente por decidir, contrariando o próprio entendimento que esta 3.ª Secção do CS havia tido anteriormente.

Luís Menezes Leitão formaliza recandidatura a bastonário da Ordem dos Advogados

O atual bastonário da Ordem dos Advogados, Luis Menezes Leitão, anunciou que formalizou esta terça-feira em Lisboa a sua recandidatura ao cargo para o triénio 2023-2025.

Ministra da Defesa ouvida no parlamento dia 11 de outubro sobre ciberataque

A ministra da Defesa Nacional, Helena Carreiras, vai ser ouvida no parlamento no próximo dia 11 de outubro, à porta fechada, sobre o ciberataque que levou à exfiltração de documentos classificados da NATO, a requerimento do PSD.
Comentários