VisionWare faz parceria com empresa no Panamá e escolhe advogados da Antas da Cunha

A tecnológica portuguesa estabeleceu um acordo com a Sayeret Innovation, do grupo de serviços de segurança Sayeret. O apoio jurídico esteve a cargo de uma equipa liderada pelo advogado Amílcar Silva, sócio da Antas da Cunha Ecija.

A sociedade de advogados Antas da Cunha Ecija foi a escolhida pela tecnológica portuguesa VisionWare para a apoiar juridicamente no estabelecimento de uma parceria estratégica com a empresa Sayeret Innovation, localizada no Panamá.

Através deste acordo com a subsidiária do grupo de serviços de segurança Sayeret, a VisionWare contribui com conhecimento na área para clientes e potenciais clientes. Na prática, a empresa nacional irá complementar o leque de ofertas da Sayeret Innovation com a divulgação e recomendação dos serviços tecnológicos, principalmente em segurança da informação, cibersegurança, SOC (Security Operations Center) e ciência forense.

“Estamos cada vez mais a apostar numa estratégia de internacionalização robusta que permita manter a VisionWare na vanguarda da tecnologia referente à segurança da informação. Com este novo acordo estratégico com a Sayeret Innovation, não só conseguimos reforçar a rede de serviços do parceiro, como também conseguimos trocar conhecimentos e know-how ao nível do sector, inovando e melhorando diariamente os nossos serviços”, comentou o CEO, Bruno Castro.

A equipa liderada pelo advogado Amílcar Silva, sócio da Antas da Cunha Ecija, foi responsável pela elaboração do contrato de parceria internacional que regulará a relação comercial entre as Partes. No âmbito deste projeto, foi ainda necessário acompanhar as negociações com a Sayeret Innovation e proceder aos necessários ajustes do clausulado.

“Foi um trabalho muito complexo, desde logo porque a área da cibersegurança está a atingir um patamar de exigência muito elevado, contudo, estamos absolutamente convencidos de que os interesses das Partes envolvidas estão devidamente salvaguardados”, afirmou Amílcar Silva, em comunicado divulgado aos meios de comunicação social.

A Antas da Cunha Ecija recorda ainda que a VisionWare é uma empresa portuguesa, fundada em 2005, que se dedica à prestação de serviços de cibersegurança (auditoria, analítica…), através da monitorização e avaliação do nível de maturidade da segurança informática das organizações, por via de processos de auditoria.

Recomendadas

Legalworks assessora produtora Sagesse nas gravações de “Velocidade Furiosa 10” em Portugal

O escritório fundado por Rui Gomes da Silva foi responsável pela elaboração e adequação dos contratos que acompanharam a produção, nomeadamente as negociações com a Norscut, no âmbito da utilização da A24.

Advogados de Julian Assange acusam CIA de espionagem e processam agência

Os advogados de defesa do fundados do WikiLeaks alegam que a agência gravou conversas e copiou dados dos telefones e computadores de Assange.

Morais Leitão e Garrigues assessoram compra do Lx Factory

A sociedade de advogados da Rua Castilho apoiou a ‘joint venture’ constituída pela Europi e pela Arié Investimentos e o escritório ibérico esteve ao lado da Keys.
Comentários