Vistos gold levam Portas ao Parlamento

O líder parlamentar comunista, João Oliveira, adiantou hoje que o vice-primeiro-ministro, Paulo Portas, vai ser ouvido na quinta-feira às 16:00 na comissão de Economia a propósito da criação dos vistos gold. O pedido de audição de Paulo Portas no parlamento, que tinha sido apresentado pelo PCP na sequência da Operação Labirinto, levou à detenção na […]

O líder parlamentar comunista, João Oliveira, adiantou hoje que o vice-primeiro-ministro, Paulo Portas, vai ser ouvido na quinta-feira às 16:00 na comissão de Economia a propósito da criação dos vistos gold.

O pedido de audição de Paulo Portas no parlamento, que tinha sido apresentado pelo PCP na sequência da Operação Labirinto, levou à detenção na semana passada de onze pessoas, entre as quais o diretor nacional do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), Manuel Jarmela Palos, a secretária-geral do Ministério da Justiça (MJ), Maria Antónia Anes, e o presidente do Instituto dos Registos e Notariado, António Figueiredo.

João Oliveira disse que na audição, aprovada por unanimidade, o PCP vai “confrontar o senhor vice-primeiro-ministro com a responsabilidade política que tem neste processo, com a responsabilidade política de ter criado o mecanismo dos vistos gold, com os quais andou a fazer propaganda nos últimos dois anos e pelos quais tem de responder”.

 

OJE/Lusa

Recomendadas

Patrões vão ter majoração em 50% dos custos com aumentos salariais no IRC

No âmbito do acordo de rendimentos, o Governo decidiu propor aos parceiros sociais uma majoração em 50% dos custos com a valorização salarial em IRC. Patrões têm reclamado, note-se, medidas mais transversais.

Governo propõe reforço do IRS Jovem. Isenção sobe para 50% no primeiro ano

Jovens vão passar a ter um desconto fiscal maior, no início da sua carreira. IRS Jovem passará a prever uma isenção de 50%, em vez de 30%, no primeiro ano.

Governo quer atualizar os escalões do IRS em 5,1% em 2023

O Governo decidiu rever em alta o referencial dos aumentos salariais, puxando-o para o valor do aumento da massa salarial da Função Pública: 5,1%. Será esse o número que será usado para atualizar os escalões do IRS.