Vítimas da fraude de Bernard Madoff estão perto de reaver o total de 19 mil milhões de dólares perdidos

Os investidores defraudados pelo maior “esquema de Ponzi” do mundo estão a conseguir recuperar o dinheiro perdido através de ações judiciais. A Bloomberg destaca que estão quase a conseguir reaver o total de 19 mil milhões de dólares.

Cerca de uma década após a prisão de Bernard Madoff, responsável pelo maior “esquema de Ponzi” do mundo, os investidores defraudados estão a conseguir recuperar o dinheiro perdido através de ações judiciais nos EUA.

A Bloomberg destaca a atuação de Irving Picard, advogado nova-iorquino, no âmbito da liquidação da empresa de Madoff num tribunal de falências. “Até ao momento recuperou 13,3 mil milhões de dólares, cerca de 70% das reclamações aprovadas, ao processar aqueles que lucraram com o esquema, com conhecimento de causa ou não”, informa.

“E Picard tem mais milhões em vista”, acrescenta a Bloomberg. O objetivo de recuperar o total de 19 mil milhões de dólares reclamados pelos investidores defraudados está próximo de ser alcançado.

 

Recomendadas

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta sexta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta sexta-feira.

Portugal reforça cuidados em embaixadas após cartas armadilhadas em Espanha

“Estamos a dar indicações às nossas embaixadas para terem atenção redobrada a encomendas ou correio que recebam”, disse, em declarações à agência Lusa, João Gomes Cravinho, a partir de Lodz (Polónia), garantindo que as missões portuguesas no exterior “estão atentas, em função do que aconteceu em Espanha nos últimos dias”.

Alteradas quatro declarações modelo usadas na entrega do IRS

As mudanças hoje publicadas vigoram a partir de 1 de janeiro e são justificadas com as alterações ao Estatuto da Ordem dos Contabilistas Certificados, relativo ao justo impedimento de curta duração, mas quanto à declaração anual de rendas (modelo 44) é também introduzida a obrigação de entrega exclusivamente por transmissão eletrónica de dados, a partir de 2023.
Comentários