Vodafone Mexefest tira duas bandas da garagem para os palcos

Galgo e Flying Cages foram selecionadas após terem atuado perante centenas de pessoas e vão tocar no festival


Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Já são conhecidas as duas bandas que vão integrar a programação do Vodafone Mexefest, abrindo o palco da Estação Vodafone FM nos dias 27 e 28 de novembro, respetivamente.

Galgo e Flying Cages foram selecionadas após terem atuado perante centenas de pessoas, na passada sexta-feira, na estação de metro do Cais do Sodré. O júri, composto por elementos da Música no Coração, da Vodafone FM e da editora Pontiaq, destacou a qualidade musical do trabalho das duas bandas, mas também a originalidade e a presença em palco.

No dia 2 de dezembro será revelada a banda vencedora do Vodafone Band Scouting, que terá como prémio a edição de um álbum pela editora Pontiaq.

OJE

Recomendadas

Governo adota estratégia para aumentar “peso e influência” portuguesa em instituições da União Europeia

A informação foi avançada à agência Lusa, no dia em que o Governo se reúne em Conselho de Ministros, pelo secretário de Estado dos Assuntos Europeus, Tiago Antunes, que defendeu ser “imperativo aumentar a representatividade de Portugal nas instâncias europeias, nos quadros e, em particular da Comissão, onde o défice é maior, para [Portugal] ter mais peso e uma maior capacidade de influência no processo de decisão europeu”.

Inflação desacelera em novembro para 9,9%

“A taxa de variação homóloga do Índice de Preços no Consumidor terá diminuído para 9,9% em novembro, taxa inferior em 0,2 pontos percentuais à observada no mês anterior”, revela o INE.

Pensões devem subir mais do que anunciado pelo Governo porque inflação superou estimativa

O Governo prometeu que reviria as atualizações das pensões previstas para janeiro, caso a inflação superasse a estimativa. A estimativa rápida conhecida esta quarta-feira indica que os preços subiram mais do que se estava à esperança, o que abre a porta a aumentos mais robustos para os pensionistas em 2023.