Volkswagen pede desculpa aos espanhóis e assume custos

A filial espanhola do grupo alemão Volkswagen pediu desculpas aos consumidores espanhóis “por ter abusado da sua confiança” e assume “toda a responsabilidade decorrente das medidas que venham a ser aplicadas”. Dezenas de modelos estão debaixo de suspeita, embora a fabricante não consiga ainda precisar o número. Porém, o El Pais lembra que estão sob […]


Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

A filial espanhola do grupo alemão Volkswagen pediu desculpas aos consumidores espanhóis “por ter abusado da sua confiança” e assume “toda a responsabilidade decorrente das medidas que venham a ser aplicadas”.

Dezenas de modelos estão debaixo de suspeita, embora a fabricante não consiga ainda precisar o número. Porém, o El Pais lembra que estão sob suspeita todos os veículos equipados com motores diesel TDI de 1,6 e 2 litros, o que significa várias dezenas de modelos das quatro diferentes marcas do grupo: Volkswagen, Seat, Skoda e Audi.

O comunicado da filial da Volkswagen tem ainda uma palavra tranquilizadora para os consumidores: “Todos os veículos afetados são absolutamente seguros e aptos a circular. As irregularidades detetadas estão relacionadas exclusivamente com as emissões contaminantes”, salienta, citada pelo El Pais.

Entretanto, o engenheiro que liderou a investigação que abriu o debate sobre a fraude veio a terreiro assegurar que as emissões na Europa são iguais ou maiores do que nos Estados Unidos.

Vicente Franco, engenheiro espanhol, doutorado pela Universitat Jaume I de Castellón, afirma, citado pelo diário ABC, que o problema das emissões nocivas de diesel na Europa “é muito grave” e apela a uma ação urgente das autoridades.

Ontem, o Presidente da marca SEAT, que integra o grupo, veio a terreiro confirmar a manutenção dos investimentos da Volkswagen em Espanha para os próximos anos, na casa dos quatro mil milhões de euros.

OJE

Recomendadas

Maxyield lembra que método contabilístico da Galp diminuiu a subida dos lucros numa altura de “windfall taxes”

O Clube dos Pequenos Acionistas entende que “os próximos relatórios de Governo Societário da Galp poderão produzir indícios sobre as razões da renúncia do CEO Andy Brown e papel do acionista Estado através da Parpública que detém 7,5% do capital, face às considerações públicas daquele sobre o impacto da windfall na companhia e na evolução do sector no país”. 

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta segunda-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta segunda-feira.

Sindicatos põem bancos a negociar com Governo a inclusão dos reformados no “pacote” para mitigar inflação

“Os bancos concordaram com a viabilidade da sugestão dos sindicatos, tendo-se comprometido a apresentá-la ao Governo”, avançam as estruturas sindicais da UGT.