Volume de negócios das filiais estrangeiras diminui 30% na Madeira

O volume de negócios das filiais estrangeiras atingiu os 302 milhões de euros.

O volume de negócios das filiais estrangeiros caiu 30,6% na Madeira, para os 302 milhões de euros, indicam os dados da Direção Regional de Estatística (DREM).

Já o Valor Acrescentado Bruto (VAB) das filiais estrangeiras na região atingiu os 96,6 milhões de euros, uma quebra de 37,2% comparado com o período homólogo. O valor representa 7,9% no total do VAB das sociedades regionais.

Os dados da DREM dizem que “60,7% das filiais de empresas estrangeiras da região e 90,1% do volume de negócios correspondiam a empresas cuja sede se situava no continente europeu (84,6% em países da União Europeia), seguindo-se o continente americano, com 37,2% das filiais e 7,2% do volume de negócios”.

A DREM refere que o país de origem do controlo de capital com maior peso em termos do número de filiais da região foi o Brasil, com 28,1%.

Número de filiais estrangeiras sobe na Madeira

Em 2020 contabilizavam-se 196 filiais de empresas estrangeiras na RAM, mais 3,2% face ao ano anterior, representando 2% do total das sociedades não financeiras.

Estas empresas empregavam 3.051 pessoas na região autónoma, uma quebra de 4,4%, e representaram 5,2% do total do emprego das sociedades não financeiras na região.

Em média cada filial empregava 16 pessoas, em 2020, enquanto que as sociedades com sede na região empregavam uma média de seis pessoas.

O comércio com 68 empresas foi o setor que liderava as filiais estrangeiras, na Madeira, seguida por outros serviços com 52, e pela construção e atividades imobiliárias com 33.

“As filiais de empresas estrangeiras que estão licenciadas no Centro Internacional de Negócios da Madeira (CINM) representam 20,9% do total das filiais da região autónoma e 41,6% do volume de negócios das sociedades detidas por entidades sediadas em países estrangeiros”, diz a DREM.

Recomendadas

Hoje é celebrado o Dia Internacional da Consciencialização sobre Perdas e Desperdício Alimentar

Na Europa, todos os anos, cerca de 89 milhões de toneladas de alimentos são deitados ao lixo. Em Portugal, estima-se que cada português desperdice cerca de 134 kg de alimentos por ano. Enquanto isto 1/6 da população mundial passa fome.

Madeira: Serviço Regional de Saúde visita Unidade de Ação Social do Hospital Garcia da Orta

A Unidade de Ação Social do SESARAM observou e conheceu a dinâmica e a metodologia de trabalho implementada na UHD do hospital e, em particular, a área de intervenção social.

Madeira: Acordos de gestão entre a Segurança Social e as IPSS vão passar para 20 anos

Neste sentido, com a presente alteração pretende-se adequar a duração dos acordos de gestão que envolvam a cedência de utilização do edificado em regime de comodato, onde sejam desenvolvidas respostas sociais, numa lógica de melhor aproveitamento dos recursos disponíveis.
Comentários