Volume de negócios na indústria acelerou em outubro

Os índices relativos ao mercado nacional e ao mercado externo registaram aumentos, respetivamente, de 8,8% e 15,2% (6,5% e 7,6% no mês anterior, pela mesma ordem).

O volume de negócios na indústria teve uma subida homóloga de 11,4% em outubro, face a um crescimento de 7% em setembro, de acordo com os índices de Volume de Negócios, Emprego, Remunerações e Horas Trabalhadas na Indústria divulgados esta sexta-feira pelo Instituto Nacional de Estatísticas (INE). Esta aceleração traduz um aumento de 4,4 pontos percentuais (p.p.) face ao resultado observado no mês anterior.

Os índices relativos ao mercado nacional e ao mercado externo registaram aumentos, respetivamente, de 8,8% e 15,2% (6,5% e 7,6% no mês anterior, pela mesma ordem), enquanto as variações homólogas dos índices do emprego, das remunerações e das horas trabalhadas situaram-se em 3,7%, 4,8% e 2,7% (3,4%, 5,7% e 3,0% em setembro), respetivamente.

A variação homóloga do índice de vendas na indústria com destino ao mercado nacional situou-se em 8,8%, devido ao crescimento  do indíce de Bens Intermédios (13,9% em outubro, face a 7,3% em Setembro) e aos agrupamentos de Bens de Investimento e de Bens de Consumo, que apresentaram aumentos de 23,4% e 5,4% (15,8% e 0,7% em setembro, pela mesma ordem). O índice de Energia aumentou 3,4% (8,6% no mês precedente).

Os índices relativos ao mercado externo acelerou 7,6 p.p., para um crescimento de 15,2% em outubro, devido ao crescimento para 22% nos Bens de Consumo (diminuição de 1,2% no mês anterior). Os agrupamentos de Bens Intermédios e de Bens de Investimento também registaram crescimentos homólogos de, respetivamente, 13,3% e 17,3%, contribuindo em conjunto com 9,2 p.p. para a variação deste mercado. O índice de Energia passou de um aumento de 30,7% em setembro para 0,5% em outubro.

Em termos homólogos, o índice de emprego aumentou 3,7% em outubro, taxa superior em 0,3 p.p. à observada em setembro. Os índices de remunerações e de horas trabalhadas  apresentaram aumentos homólogos de 4,8% e 2,7%, respetivamente.

Face a setembro, os índices de emprego e de horas trabalhadas aumentaram, respetivamente, 0,1% e 2,3% (redução de 0,1% e aumento de 2,5% em outubro de 2016, pela mesma ordem). O índice de remunerações diminuiu 0,2% em outubro (aumento de 0,7% em igual mês do ano anterior).

Relacionadas

Défice da balança comercial aumenta 613 milhões de euros em termos homólogos

Os dados, referentes ao mês de outubro, foram divulgados esta segunda-feira pelo Instituto Nacional de Estatística.
Recomendadas

Fitch revê em alta crescimento da zona euro para 0,2% em 2023, piora PIB mundial

A Fitch reviu “ligeiramente o crescimento da zona euro para 0,2%” em 2023, face a uma contração de 0,1% anteriormente, mas alterou para pior as estimativas a nível mundial, com o PIB a crescer 1,4%.

Crise/Energia: Preço médio semanal da ERSE sobe 0,9% para gasóleo e 1,0% para gasolina

O preço médio semanal dos combustíveis, calculado pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE), aumenta, esta semana, 0,9% para o gasóleo e 1,0% para a gasolina, segundo um relatório hoje divulgado pela entidade.

Declaração anual de rendas passa a ser entregue apenas por via eletrónica

A declaração anual de rendas, apresentada pelos senhorios que não passam recibos eletrónicos, vai deixar de poder ser entregue em papel, passando a ser entregue apenas por via eletrónica, segundo um despacho agora publicado.
Comentários