Volume de negócios nos serviços aumentaram 4,8% no mês de outubro

Em termos homólogos este resultado é inferior em 0,2 pontos percentuais (p.p.) ao registado no mês anterior.

O volume de negócios nos serviços cresceu 4,8% no mês de outubro, sendo em termos homólogos um resultado inferior em 0,2 pontos percentuais (p.p.) ao registado no mês anterior, segundo os dados revelados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) esta quarta-feira.

Em relação aos índices de emprego, remunerações brutas e horas trabalhadas ajustado de efeitos de calendário, registaram-se variações homólogas de 1,5%, 3,0% e 1,4%, respetivamente (1,6%, 4,2% e -0,1%, respetivamente no mês de setembro).

No que diz respeito ao volume de negócios o abrandamento do índice agregado foi influenciado em boa parte pela secção de Comércio por grosso; reparação de veículos automóveis e motociclos, que passaram de um crescimento de 5,8% em setembro para 5,1% em outubro, contribuindo com 2,9 p.p. para a variação do índice total (3,2 p.p. no mês anterior).

Nos setores do Alojamento, restauração e similares registou-se uma desaceleração de 1,4 p.p., fixando-se a variação homóloga em 3,8% em outubro, enquanto nos Transportes e armazenagem apresentaram o segundo contributo mais elevado (0,5 p.p.), derivado de um aumento de 3,4% (3,3% em setembro).

Emprego
Em termos homólogos verificou-se um aumento de 1,5% em outubro (1,6% no mês anterior). A variação mensal do índice de emprego foi -0,2%, comparado com os 0,8% de setembro. Em relação ao ano passado, estas taxas foram de -0,1% e 0,7%, respetivamente.

Remunerações
O índice de remunerações efetivamente pagas registou em termos homólogos um aumento de 3,0%, inferior em 1,2 p.p. ao resultado observado no mês precedente. Face ao mês de setembro, o índice de remunerações verificou uma variação de -0,3% em outubro (0,9% em igual período do ano de 2017).

Horas Trabalhadas
Este índice medido pelo número de horas trabalhadas ajustado dos efeitos de calendário, teve um crescimento homólogo de 1,4% (variação de -0,1% em setembro). A nível mensal a variação do índice de volume de trabalho foi de 2,5% (1,0% ao registado em outubro do ano anterior).

Recomendadas

Topo da Agenda: o que não pode perder nos mercados e na economia esta quinta-feira

O Banco de Portugal divulga esta quinta-feira o Boletim Económico de outubro, A expectativa quanto a estas previsões é significante, especialmente depois da pressão do Presidente da República para que o Governo divulgasse as projeções macroeconómicas antes de anunciar o Orçamento do Estado para 2023.

FMI estima que a espiral de salários-preços ainda é um “risco limitado”

A ausência de uma espiral preços-salários não deve levar os líderes a não agirem para combater a inflação persistente, considera ainda o Fundo Monetário Internacional.

Compra de carros de luxo pela TAP “é um problema de bom senso”, diz Marcelo Rebelo de Sousa

“Já falei em relação a várias entidades públicas no passado e em relação à distribuição de dividendos e em relação aos salários e entendo que quando se está num período de dificuldade deve fazer-se um esforço para dar o exemplo de contenção”, defendeu hoje Marcelo Rebelo de Sousa.
Comentários