Volume de produção de seguro direto supera os 12 mil milhões de euros em 2022

Este valor representa uma descida de 9,5% face ao valor verificado em 2021, num período marcado por um decréscimo de 21,8% no ramo Vida.

O volume da produção de seguro direto em Portugal foi superior a 12 mil milhões de euros em 2022, o que reflete uma descida de 9,5% face ao valor verificado em 2021, de acordo com os valores provisórios divulgados esta terça-feira pela Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões (ASF).

Numa análise por ramos de seguro, o ramo Vida registou um decréscimo de 21,8%, contrariando a tendência registada no ano anterior. “Os planos de poupança reforma (PPR) viram o seu peso aumentar apenas em 0,4 pontos percentuais (25,1% em 2022 e 24,7% em 2021) apesar de a sua produção ter diminuído 20,6% face ao ano anterior, decréscimo que acompanhou a tendência do ramo”, indica o regulador.

Já o Não Vida apresentou um aumento da produção de 7,4%, com todos os ramos a apresentarem um crescimento. A subida foi de 9,3% nos acidentes e doença, com incêndios e outros danos e automóvel a avançarem, respetivamente, 7,4% e 3,8% no ano passado.

A ASF indica ainda que, analisando as quotas de mercado por grupo económico, nos últimos três anos, o grupo Fosun (Fidelidade) manteve a sua liderança em 2022. No que respeita à estrutura do mercado das empresas de seguros sob supervisão prudencial, verificou-se a saída de uma empresa por fusão.

Recomendadas

MDS compra mediadora Pacific Insurance

A MDS comprou a Pacific Insurance e desta forma anexa 4 milhões de euros em prémios à sua carteira de seguros.

“Não vejo as fintech como uma grande ameaça à banca”. Veja a entrevista ao CEO da Nickel, Thomas Courtois

A Nickel quer abrir 2.500 balcões e alcançar 450 mil clientes em Portugal nos próximos cinco anos, mas o CEO da fintech francesa não se compromete a manter a anuidade de 20,80 para sempre. A crise na banca abriu a porta a novos players, mas coexistência é possível, diz em entrevista à JE TV.

Justiça suíça abre processo sobre fuga de informação no Credit Suisse

Em fevereiro de 2022 foram expostas mais de 18 mil contas do Credit Suisse que estarão ligadas a empresários sobre os quais recaem sanções ligadas à violação dos direitos humanos, e pessoas envolvidas em esquemas de fraude.
Comentários