Von der Leyen escolhe primeira-dama ucraniana para convidada de honra do seu discurso sobre o Estado da União

Ursula von der Leyen convidou a primeira-dama ucraniana, Olena Zelenska, para ser a convidada de honra do seu discurso sobre o Estado da União. “A Europa estará convosco a cada passo do caminho”, sublinhou a presidente da Comissão Europeia.

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, convidou a primeira-dama ucraniana, Olena Zelenska, para ser a convidada de honra do seu discurso sobre o Estado da União, foi anunciado esta terça-feira.

“Tenho o prazer de dar as boas-vindas à primeira-dama Olena Zelenska, a minha convidada de honra para o discurso do Estado da União de amanhã [quarta-feira]”, divulgou Ursula von der Leyen numa publicação na rede social Twitter.

Na publicação, acompanhada de fotografias das duas na cidade francesa de Estrasburgo, a líder do executivo comunitário adiantou que “a coragem do povo ucraniano tocou e inspirou o mundo”. “A Europa estará convosco a cada passo do caminho”, concluiu Ursula von der Leyen.

Em 2021, a convidada de honra de Von der Leyen foi a esgrimista italiana e medalhista de ouro Beatrice Vio, que teve os seus membros amputados em 2008, com 11 anos, depois de ter contraído meningite e que se tornou um ícone do desporto paraolímpico.

A presidente da Comissão Europeia profere na quarta-feira o seu terceiro discurso sobre o Estado da União Europeia, uma vez mais num contexto de crises, com a guerra, a inflação e a crise energética como pano de fundo.

Na quarta-feira de manhã, perante o Parlamento Europeu, Ursula von der Leyen, que preside ao executivo comunitário desde 2019, vai apresentar-se novamente em modo de gestão de crise, depois de nos dois anos anteriores as atenções terem estado centradas na resposta à pandemia da covid-19, que forçou mesmo a que, em 2020, o debate pela primeira vez não tenha sido celebrado em Estrasburgo, França, mas sim em Bruxelas.

Desta feita, no hemiciclo de Estrasburgo, Von der Leyen passará em revista os principais acontecimentos do último ano e apresentará as grandes prioridades políticas, objetivos e iniciativas para os próximos 12 meses, naquela que é a primeira vez desde a criação do debate sobre o «Estado da União» Europeia, há 12 anos, que este se realiza enquanto decorre uma guerra de grandes dimensões no continente europeu, lançada pela Rússia na Ucrânia em fevereiro.

Todas as atenções estão centradas no pacote de propostas que Ursula von der Leyen apresentará com medidas de emergência ao nível comunitário para a UE fazer face à escalada dos preços no setor da energia, num contexto de inflação recorde na zona euro.

Recomendadas

Chefes da diplomacia da Rússia e da Guiné Equatorial reuniram-se

Os dois ministros salientaram a importância crucial da segunda Cimeira Rússia-África, a realizar em São Petersburgo em 2023, para o reforço das diversas relações da Federação Russa com nações africanas, adianta-se no comunicado.

Cancelados dois concertos de Roger Waters na Polónia devido a posicionamento pró-russo

O co-fundados dos Pink Floyd iria atuar em Cracóvia em abril do próximo ano, na sala de espetáculos “Tauron Arena”, mas, segundo adiantam alguns meios de comunicação da Polónia, as autoridades polacas pretendem declarar Roger Waters como ‘persona non grata’.

Protestos no Irão: Ministério dos Negócios Estrangeiros convoca embaixadores britânico e norueguês

Mahsa Amini, 22 anos, foi detida na terça-feira passada pela chamada “polícia de moralidade” de Teerão, capital do Irão, onde se encontrava de visita, por alegadamente trazer o véu de forma incorreta e transferida para uma esquadra com o objetivo de assistir a “uma hora de reeducação”.
Comentários