Wall Street abre em alta, contrariando as expectativas dos analistas

Os três principais índices da praça norte-americana estão a negociar em terreno positivo, a contrariar as previsões dos analistas, num dia em que as praças europeias estão fechadas e os mercados asiáticos recuperam perdas.

A bolsa de Wall Street abriu esta quarta-feira, dia 26 de dezembro, em terreno positivo. Os três principais índices da praça norte-americana estão a negociar em terreno positivo, a contrariar as previsões dos analistas, num dia em que as praças europeias estão fechadas e os mercados asiáticos recuperam perdas.

O índice industrial Dow Jones abriu a ganhar 1,01%, para 22.012,29 pontos, o financeiro S&P 500 valoriza 1,28%, para 2,377,38 pontos e o tecnológico Nasdaq sobe 1,64%, para 6.294,39 pontos.

Antes da abertura da bolsa norte-americana, os analistas não equacionavam possíveis ganhos. “Decifrar o que é que 2019 nos irá trazer é mais difícil que nunca. O ponto de partida que 2018 nos deixa é facilmente batível, contudo reina um sentimento de desânimo, ainda que sem argumentos objetivos de peso. A reação em alta, caso aconteça, será no início de 2019, não antes”, afirmavam os analistas do Bankinter ao início da manhã.

No entanto, a bolsa norte-americana acordou em alta depois do presidente norte-americano, Donald Trump, ter vindo corrigir as suas declarações de que não confiava no presidente da Reserva Federal dos Estados Unidos, Jerome Powell. “O único problema da economia americana é mesmo a Fed”, afirmou. As declarações vieram comprometer a independência do banco central dos Estados Unidos e fizeram tombar as bolsas.

Na Europa, as bolsas estão fechadas, enquanto os mercados asiáticos aumentaram os ganhos. No setor petrolífero, o Brent soma 1,54%, para 51,55 dólares por barril, e o crude WTI valoriza 2,77%, para os 43,71 dólares.

No mercado cambial, a divisa norte-americana deprecia 0,23% contra o euro para 0,878 dólares e aprecia ligeiramente 0,03% contra a libra, para 0,788 dólares.

Recomendadas

Cotação do barril Brent para entrega em novembro baixa para 87,96 dólares

A cotação do barril de petróleo Brent para entrega em novembro terminou esta sexta-feira no mercado de futuros de Londres em baixa de 0,73%, para os 87,96 dólares.

Wall Street encerra sessão com principais índices a perder mais de 1,50%

No momento de fecho o Dow Jones recua 1,71%para 28.725,84 pontos, o S&P 500 cede 1,51% para 3.585,40 pontos e o tecnológico Nasdaq desvaloriza 1,51% para 10.575,62 pontos. 

PremiumAções com pior mês desde junho e pode não ficar por aqui

Libra em forte desvalorização e juros da dívida do Reino Unido disparam após polémico “mini-orçamento” de Liz Truss.
Comentários