Wall Street abre em baixa em linha com as congéneres europeias

Agora, os investidores esperam os dados preliminares sobre atividade nos EUA. Dow Jones abre sessão a perder 0,97% para 29.783,78 pontos, o S&P 500 a recuar 1,26% para 3.710,55 pontos e o tecnológico Nasdaq a ceder 1,13% para 10.945,12 pontos.

A bolsa de Nova Iorque encerrou sessão, esta sexta-feira, em baixa, com os principais índices a registarem perdas que chegam a ultrapassar os 1%.

Assim, o Dow Jones abre sessão a perder 0,97% para 29.783,78 pontos, o S&P 500 a recuar 1,26% para 3.710,55 pontos e o tecnológico Nasdaq a ceder 1,13% para 10.945,12 pontos.

“Wall Street arranca em baixa, partilhando o sentimento negativo que se vive nas congéneres europeias. Depois da revelação de que a atividade na Zona Euro agravou o ritmo de contração em setembro, travada pela Alemanha, os investidores esperam pelos dados preliminares para os EUA, pelas 14h45m (hora de Lisboa)”, aponta o analista de mercados do Millenium Ramiro Loureiro.

O especialista destacou “no seio empresarial de notar os ganhos da FuboTV em reação a uma recomendação. Já a Alcoa mostra-se castigada pela renúncia de um diretor e a FedEx recua após ter mostrado um plano de corte de custos”. Agora, a FuboTV segue flat, a Alcoa recua 3,78% para 36,10 dólares e a FedEx perde 2,34% para 150,92 dólares. A FedEx anunciou um aumento de 6,9% nas taxas de envio e disse que planeia cortar outros 4 mil milhões de dólares em custos anuais . A FedEx caiu 3,2% no pré-mercado.

De salientar ainda a Boieng que cai 2,73% para 134,92 dólares. A empresa terá de pagar 200 milhões de dólares para liquidar as acusações da Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC) de que a Boeing fez alegações enganosas sobre os riscos de segurança de seu jato 737 MAX depois de dois dos seus aviões envolverem-se em acidentes fatais.

Recomendadas

Bolsa brasileira regista melhor dia desde 2020. Investidores miram privatizações de Bolsonaro

Várias empresas públicas registaram disparos na bolsa brasileira com investidores interessados nos processos de privatização se Jair Bolsonaro ficar no poder.

Bolsa de Lisboa sobe mais de 1% em manhã positiva na Europa. BCP negoceia acima dos 3%

No mercado energético, a Greenvolt ganha 1,18% para 8,54 euros, a EDP Renováveis sobe 0,69% para 21,90 euros, a EDP avança 0,11% para 4,56 euros e a Galp sobe 0,90% para 10,12 euros, depois de ontem a empresa ter anunciado que o CEO Andy Brown vai terminar o seu mandato em 31 de dezembro.

Topo da Agenda: o que não pode perder nos mercados e na economia esta terça-feira

O Governo discute hoje em Conselho de Ministros extraordinário a proposta de Orçamento do Estado para 2023, que deverá dar entrada no parlamento na próxima semana. No Luxemburgo, estão agendados discursos de Lagarde e Enria. Saiba o que esperar desta terça-feira.
Comentários