Wall Street abre no ‘vermelho’ e Microsoft desvaloriza mais de 3%

A gigante tecnológica Microsoft abalou o mercado americano, com um recuo nas ações de 3,18% para os 264.14 dólares, após anunciar um corte na previsão de lucro para o próximo trimestre, citando movimentos desfavoráveis no mercado cambial.

A bolsa de Nova Iorque abriu a sessão de quinta-feira em terreno negativo, abalada pelas perdas da Microsoft.

Pelas 14h30 (hora de Lisboa), o índice industrial Dow Jones desce 0,13% para os 32.772,12 pontos, o financeiro S&P 500 recua 0,30% para os 4.088,57 pontos, e o tecnológico Nasdaq desvaloriza 0,46% para os 11.940,61 pontos. Por sua vez, o Russell 2000 desce 0,46% para os 1.856,30 pontos.

A gigante tecnológica Microsoft abalou o mercado americano, com um recuo nas ações de 3.18% para os 264.14 dólares, após anunciar um corte na previsão de lucro para o próximo trimestre, citando movimentos desfavoráveis no mercado cambial.

A análise do analista de mercados Ramiro Loureiro, do Millennium Investment Banking, refere ainda que a revelação de que as empresas norte-americanas criaram bastante menos postos de trabalho do que o esperado gerou abalo no mercado americano, lembrando que, de momento, é pior geração de emprego desde abril de 2020 no início da pandemia.

“O sector tecnológico merece destaque após revisão de avaliação para empresas de digital media que levou ao corte de Pinterest e Snap, e também após o corte de Outlook da Microsoft, que veio a preocupar os analistas. O petróleo inverteu na negociação, após a reunião da OPEP+ ter confirmado um aumento da produção de petróleo programado para julho e agosto”, refere ainda o analista.

O petróleo brent está a 116,69 dólares por barril, aumentando 0,38%.

Recorde-se que, na passada segunda-feira, os líderes europeus decidiram reduzir substancialmente as importações de petróleo russo, o que inicialmente fez com que o preço do petróleo aumentasse. Mas, de acordo com o jornal americano Financial Times, A Arábia Saudita planeia aumentar a produção de crude se a distribuição de petróleo russo descer face às sanções europeias, razão pela qual o preço do ‘ouro negro’ descia esta manhã, voltando a ascender esta tarde.

No mercado cambial, o euro está a valorizar 0,38% para os 1,0700 dólares.

Atualizada às 15h04

Recomendadas

Investidores sem apetite pelo risco empurram Wall Street para terreno negativo

O S&P 500 perdeu 0,75% para os 3.790,30 pontos. O tecnológico Nasdaq encerra a cair 1,33% para 11.028,74 pontos. O índice industrial Dow Jones também fecha o dia em terreno negativo, a desvalorizar 0,82% para 30.775,43 pontos.

‘Vermelho’ domina sessão do PSI que encerra em sintonia com as congéneres europeias

Entre as principais praças europeias, o francês CAC 40 desceu 1,80%, o espanhol IBEX 35 desvalorizou 0,99%, o alemão DAX diminuiu 1,61% e o britânico FTSE 100 também encerra a sessão no ‘vermelho’ a perder 1,98%.

CMVM: Finanças estão a fazer diligências para nomear presidente o mais rápido possível

“Sabemos que há sentido de urgência do lado do Ministério das Finanças” para nomear um novo presidente da CMVM, garantiu Rui Pinto, administrador do regulador.
Comentários