Wall Street abre no “vermelho” em linha com congéneres europeias

O Nasdaq recua 0,70% para 11.101,89 pontos, o S&P 500 cai 0,40% para 3.806,08 pontos e o Dow Jones perde 0,05% para 30.930,84 pontos.

Wall Street está a negociar no “vermelho” no início da sessão desta quarta-feira, em linha com a generalidade das praças europeias.

O Nasdaq recua 0,70% para 11.101,89 pontos, o S&P 500 cai 0,40% para 3.806,08 pontos e o Dow Jones perde 0,05% para 30.930,84 pontos.

“Os mercados americanos abrem em território negativo, penalizados pelo sentimento europeu e após a leitura de crescimento económico nos EUA, no 1.ºtrimestre, ter demonstrado uma contração ligeiramente superior ao estimado, confirmando um decréscimo sequencial de 1,6% na economia norte-americana”, explicou Ramiro Loureiro, analista de mercados do Millennium Investment Banking.

“De notar ainda os dados económicos vindos da Alemanha, que mostraram valores de inflação abaixo do esperado. Os investidores globais permanecem céticos relativamente à resiliência das economias globais, mostrando uma transição para ativos de menor risco, que se verifica na descida das yields. No seio empresarial destaque para o tombo da Bed Bath & Beyond, após a divulgação dos resultados trimestrais”, continuou o especialista.

No mercado petrolífero, O brent avança 1,27% para os 115,24  dólares e o crude ganha 1,22% para 113,12 dólares.

No mercado cambial, o euro está a desvalorizar face ao dólar, recuando 0,36%, para os 1,048 dólares.

A xtb dá destaque para a tendência de queda da Bitcoin, que “caiu quase 10% esta semana, passando de $21.800 a 26 de junho para os $19.856. A Bitcoin continua a apresentar alguns sinais positivos em relação à sua correlação com os índices dos EUA, onde os vendedores recuperaram o controlo e conseguiram pressionar o Nasdaq em quase 3% na terça-feira, na sequência dos dados económicos dececionantes”.

Recomendadas

Wall Street começa bem mas acaba no vermelho

Os mercados finalmente parecem ter entendido que a Reserva Federal ainda não se decidiu a moderar o aumento das taxas de juro. Antes disso, é preciso que a moderação do crescimento da inflação se consolide.

Bolsa de Lisboa encerra sessão no verde com Galp a liderar ganhos

Além da Galp, BCP encerra sessão a valorizar 3,23% para 0,1567 euros e a Mota-Engil a crescer 1,81% para 1,204 euros.

Wall Street abre em terreno positivo

No mercado petrolífero, o Brent sobe 1,31% para 98,68 dólares por barril e o WTI ganha 1,53% para 93,34 dólares.  
Comentários