Wall Street abre positivo à espera que a Fed suba os juros

A presidente da Reserva Federal, Janet Yellen, fala esta quarta-feira pela última vez em nome da instituição. A expetativa é que anuncie o terceiro aumento do ano dos ‘federal fund rates’.

REUTERS/Kevin Lamarque

Os índices de Wall Street abriram esta quarta-feira com tendência positiva, a algumas horas da espera terceira subida dos federal fund rates pela Federal Federal norte-americana. A expetativa do mercado é que Janet Yellen, que preside à reunião de política monetária do banco central dos EUA pela última vez, anuncie o aumento dos juros de referência e também as previsões para o próximo ano.

O índice industrial Dow Jones 0,26% para 24.568,02 pontos, enquanto o financeiro S&P 500 0,14% para 2.667,84 pontos e o tecnológico Nasdaq 0,43% para 6.891,99 pontos.

No mercado cambial, o dólar segue a desvalorizar face às pares europeia, britânica e japonesa. A moeda norte-americana deprecia-se 0,13% para 0,850 euros, 0,24% para 0,749 libras e 0,42% para 113,07 ienes. Os juros da dívida dos Estados Unidos a 10 anos recuam 2 pontos base para 2,38%.

Esta quarta-feira foram também divulgados nos EUA dados do índice de preços de consumidor, que acelerou 2,2% em novembro, na comparação homóloga, e 0,4% na comparação em cadeia.

“Suspeito que [a Fed] vai provavelmente debruçar-se sobre os cortes de impostos e as despesas futuras em infra-estruturas e como estas vão relacionar-se com a inflação futura”, explicou Peter Cardillo, economista-chefe da First Standard Financial, à agência Reuters.

Além da reunião da Fed, que termina às 19 horas (hora de Lisboa), desta quarta-feira, a vitória do democrata Doug Jones no Alabama para o Senado também está a causar impacto nos mercados.

“Com menos um lugar ocupado por um republicano no Alabama, o Congresso e o Senado vão acelerar a aprovação da reforma fiscal antes do final do ano, provavelmente na próxima semana”, acrescentou Cardillo. “Poderá ir para a mesa de Trump, o que vai manter o mercado de ações positivo”.

Relacionadas

Fed: Com subida dos juros quase certa, o foco do último discurso de Yellen está em 2018

Por esta altura, no ano passado, o mercado duvidava que a Fed subisse as taxas de juro três vezes em 2017. Esta quarta-feira, o banco central deverá provar-lhe o contrário e fazer novas previsões sobre a política monetária do próximo ano.

Inflação nos EUA acelera para 0,4% em novembro

No mês anterior a inflação tinha sido de 0,1%. Em novembro, a maior subida registou-se nos preços dos bens de energia, na ordem dos 3,9%.

Donald Trump felicita democrata Doug Jones pela vitória eleitoral no Alabama

Esta é a primeira vez desde 1992 que um democrata consegue ser eleito senador naquele estado do sul dos EUA.
Recomendadas

Crise/Energia: Preço médio semanal da ERSE sobe 0,9% para gasóleo e 1,0% para gasolina

O preço médio semanal dos combustíveis, calculado pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE), aumenta, esta semana, 0,9% para o gasóleo e 1,0% para a gasolina, segundo um relatório hoje divulgado pela entidade.

Declaração anual de rendas passa a ser entregue apenas por via eletrónica

A declaração anual de rendas, apresentada pelos senhorios que não passam recibos eletrónicos, vai deixar de poder ser entregue em papel, passando a ser entregue apenas por via eletrónica, segundo um despacho agora publicado.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta segunda-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta segunda-feira.
Comentários