Wall Street acompanha sentimento europeu e arranca em território positivo

O industrial Dow Jones abre a subir 0,34% para os 31.424,93 pontos, enquanto o empresarial S&P 500 avança 0,33% para os 3.936,33 pontos, mas o tecnológico Nasdaq abre na ‘linha de água’, com uma ténue valorização de 0,01% para os 11.630,99 pontos.

Wall Street | Spencer Platt/Getty Images

Depois da pausa do Labour Day (Dia do Trabalhador) da última segunda-feira, os principais índices bolsistas norte-americanos iniciaram a semana esta terça-feira em território ‘positivo’, após encerrar a perder na última sexta-feira.

Por esta altura, já é amplamente assumido que a Reserva Federal (Fed) irá aumentar novamente a taxa de juros em três quartos de um ponto este mês, mas os investidores estão à procura de clareza sobre o que poderá ser decidido além disso e se a economia consegue aguentar medidas mais drásticas.

O industrial Dow Jones abre a subir 0,34% para os 31.424,93 pontos, enquanto o empresarial S&P 500 avança 0,33% para os 3.936,33 pontos, mas o tecnológico Nasdaq abre na ‘linha de água’, com uma ténue valorização de 0,01% para os 11.630,99 pontos.

A nível empresarial, destaque para a CVS Health, que está a expandir o negócio para além da área farmacêutica. A empresa anunciou na segunda-feira a compra de uma empresa de cuidados de saúde doméstica chamada Signify Health, por oito mil milhões de dólares. A CVS está a valorizar 0,37 para os 99,81 dólares.

Anteriormente, a Amazon, que está atualmente a explorar a via dos cuidados de saúde, tinha sido apontada como potencial comprador, depois de ter feito uma compra no valor de 3,9 mil milhões de dólares da OneMedical em Julho, mas a CVS chegou lá primeiro.

No mercado petrolífero, o preço do brent está a decrescer 2,11% para os 93,72 dólares , mas o crude valoriza 0,89% para os 87,64 dólares.

No mercado cambial, o euro está a ter uma desvalorização de 0,34% face ao dólar, para os 0,9892 dólares.

Recomendadas

PremiumMercado recupera dos mínimos de setembro

Outubro inicia com ganhos das ações, alicerçados na queda dos juros, confiantes num abrandamento dos bancos centrais.

“A Reserva Federal tem corrido atrás do prejuízo”. Ouça o podcast “Mercados em Ação”

No “Mercados em Ação”, podcast do JE, vai poder contar com a análise de especialistas em temas como ações e obrigações; investimento e poupança; BCE e FED; resultados e empresas; análises e gráficos.
Comentários