Wall Street acorda em baixa em dia de cimeira do G20

Os principais índices da bolsa de Nova Iorque começaram a sessão desta sexta-feira com quedas pouco significativas, de menos de 1%.

Reuters

Os mercados financeiros norte-americanos abriram a sessão desta sexta-feira, dia 30 de novembro, em terreno negativo, numa altura em que decorre a cimeira do G20 e que os investidores expectantes perante o encontro entre o presidente chinês, Xi Jinping – que se desloca a Portugal no próximo dia 4 e 5 de dezembro – , e o presidente norte-americano, Donald Trump.

Entre os principais índices bolsistas norte-americanos, o industrial Dow Jones recuou 0,19%, para os 25.291,95 pontos, e acompanhando estes números em baixa, o alargado S&P 500 perdeu 0,09%, para os 2.735,46 pontos. Na mesma linha, o tecnológico Nasdaq deslizou 0,16%, para os 7.261,60 pontos. Já o Russell 2000 desvalorizou 0,36%, para os 1.521,29 pontos.

“Os Estados Unidos [EUA], Canadá e o México formalizaram a assinatura de um novo acordo comercial designado de USMCA. Robert Lighthizer, o representante comercial dos EUA, disse estar otimista para o encontro entre Trump e o presidente chinês, o que pode ser um bom sinal. Na frente empresarial, as ações da Marriott respondem com uma queda de 5% após admitir uma mega falha de segurança na sua base de dados”, refere Ramiro Loureiro, trader do Millennium bcp.

A AT&T sobe 2,26% (para 31,39 dólares), depois de apresentar um serviço de streaming – composto por três componentes: filmes, conteúdos originais e conteúdos licenciados – que irá competir com a Netflix. Já o Facebook cai 0,29% (para 138,39 dólares), um dia após revelar que o Instagram, empresa que detém, tem novas funcionalidades: stories (“histórias”) exclusivas para grupos de amigos.

A marcar a sessão está ainda o cancelamento da reunião entre Moscovo e Washington. Esta sexta-feira, a porta-voz do ministério dos Negócios Estrangeiros russo, Maria Zakharova, disse que o cancelamento da reunião com Donald Trump com o homólogo russo, Vladimir Putin, se deveu à “situação política interna” nos Estados Unidos, rejeitando que em causa estejam os incidentes no mar Negro. No plano internacional, os mercados asiáticos encerraram em alta e os europeus estiveram ao longo da manhã a negociar no ‘vermelho’.

O petróleo mantém-se em queda e a valer menos de 60 dólares/barril. A cotação do barril de Brent recua 2,09%, para 58,66 dólares, enquanto a cotação do crude WTI perde 2,49%, para 50,17 dólares por barril. Quanto ao mercado cambial, nota para a descida de 0,39% do euro face ao dólar (1,1348) e para a desvalorização de 0,28% da libra perante a divisa dos Estados Unidos (1,2750).

Notícia atualizada às 15h20

Relacionadas

Guerra comercial domina cimeira do G20 na Argentina

Um dos pontos de maior interesse e incógnita no encontro anual do G20, que decorre em Buenos Aires entre sexta-feira e sábado, é a forma como o Presidente dos EUA, Donald Trump, e o da China, Xi Jinping, se relacionarão, quando se reunirem a sós e quando na cimeira a 20 discutirem as relações comerciais a nível global.

Macron assume cruzada anti-populista no G20

O presidente da França chegou a Buenos Aires, capital da Argentina, como porta-voz da globalização, do livre comércio e da luta contra o aquecimento global.

Wall Street fecha em baixa ligeira com investidores a recuperarem o fôlego

Estes três índices emblemáticos da praça nova-iorquina observaram hoje uma pausa, depois de três sessões consecutivas de subidas fortes.
Recomendadas

Santander lança fundo de investimento social em parceria com a ONG do Bono e Bobby Shriver

O Banco Santander, através da SAM, celebrou uma aliança com a (RED), a ONG cofundada por Bono e Bobby Shriver para angariar fundos destinados ao combate à SIDA. O fundo doará 15% da sua comissão de gestão para promover projetos. O fundo começou a ser comercializado em Espanha, Portugal, Reino Unido, Alemanha, Chile e nos centros nos quais opera o Santander Private Banking Internacional.

Bolsa de Lisboa arranca no ‘vermelho’. Galp cai quase 2%

Em linha com as congéneres europeias, a praça lisboeta abre a sessão desta segunda-feira em terreno negativo, com as principais cotadas do PSI a desvalorizar. O índice recuou 0,68% na abertura.

Topo da Agenda: o que não pode perder nos mercados e na economia esta semana

Uma semana rica em dados da inflação na Europa, que os mercados analisarão com atenção na busca de sinais sobre a política monetária de médio-prazo do BCE, que tem vários responsáveis a discursar. Também nos EUA e Inglaterra os responsáveis pelos bancos centrais discursam na antecâmara da última reunião do ano.
Comentários