Wall Street começa semana em terreno negativo

O Dow Jones começou o dia em Wall Street a perder 0,23% para 34.269,38 pontos, o S&P 500 a ceder 0,59% para 4.002,33 pontos e o tecnológico Nasdaq a recuar 0,38% para 11.183,44 pontos. 

A bolsa de Nova Iorque abriu a sessão desta segunda-feira em terreno negativo, com os principais índices em queda, em especial o S&P 500.

Assim, o Dow Jones começou o dia em Wall Street a cair 0,23% para 34.269,38 pontos, o S&P 500 a ceder 0,59% para 4.002,33 pontos e o tecnológico Nasdaq a recuar 0,38% para 11.183,44 pontos.

Sobre a abertura de Wall Street, o analista de mercados do Millenium BCP Ramiro Loureiro destacou que a bolsa de Nova Iorque “arranca em baixa, em sintonia com o comportamento que se regista nas congéneres europeias”.

“Os tumultos que se vivem na China estão a castigar o sentimento de mercado, perante a intensificação dos protestos contra a política de Covid zero e o seu potencial impacto económico.  A Apple é uma das impactadas pelos movimentos, que devem limitar a sua produção”, sublinhou Ramiro Loureiro.

O especialista apontou “ainda uma queda da Biogen, após uma morte num ensaio clínico seu” e pela positiva destacou “o bom desempenho de empresas de casinos como Las Vegas e Wynn Resorts, animadas pela renovação de licenças em Macau. A Shopify valoriza perante o bom desempenho de vendas na Black Friday e a Pinduoduo dispara após bons dados trimestrais”.

Recomendadas

Fed conseguiu o esperado milagre de agradar a Wall Street

No dia em que a Reserva Federal deu mostras de moderação no aumento das taxas de juro, o mercado de capitais respondeu pela positiva, como não podia deixar de ser – com o Nasdaq a comandar. Resta saber quanto tempo durará o momento.

EUA: Powell reconhece primeiros sinais de alívio na inflação, mas é “prematuro declarar vitória”

O presidente da Fed afastou cortes de juros este ano, embora admita que a inflação começa a dar sinais de abrandamento. O caminho ainda é longo e a ‘aterragem suave’ continua em cima da mesa, tal como uma taxa terminal abaixo de 5%.

EUA: Reserva Federal abranda ritmo de subida dos juros com mais 25 pontos base

O mercado já antecipava esta decisão, dado o abrandamento da inflação nos últimos meses, mas a mensagem da Fed tem sido agressiva, sinalizando que o processo está ainda longe de concluído.
Comentários