Wall Street sobe após revisão em alta do crescimento da economia norte-americana

Depois de um início no ‘encarnado’, a bolsa de Nova Iorque dá sinais de recuperação. A fabricante automóvel Tesla está a disparar 4% para 976,21 dólares, na sequência de o CEO ter dito que já vendeu ações suficientes para atingir a sua meta de vender 10% dos títulos que detém.

Reuters

A bolsa de Nova Iorque abriu a sessão desta quarta-feira em terreno negativo, refletindo os receios dos investidores que ainda persistem em torno da variante Ómicron, altamente transmissível. Porém, menos de meia hora bastou para que Wall Street recuperasse e começasse a negociar no ‘verde’. A subida surge no dia em que se soube que a economia norte-americana afinal terá crescido, em termos homólogos, 2,3% no terceiro trimestre, acima dos 2,1% anteriormente previstos.

Os mercados financeiros dos Estados Unidos (EUA) seguem com ligeiras subidas, nomeadamente o industrial Dow Jones, que avança 0,09% para 35.526,14 pontos, o financeiro S&P 500, que sobe 0,14% para 4.655,66 pontos, e o tecnológico Nasdaq, que soma 0,16% para 15.366,20 pontos. Por sua vez, o Russel 2000 desvaloriza 0,14% para 2.195,90 pontos.

“É natural que à medida que nos aproximamos do Natal o volume de negociação vá diminuindo e hoje na Europa pelas 14h16m era cerca de 48% inferior à média das últimas 20 sessões. As notícias de que o regulador norte-americano poderá autorizar já esta semana os comprimidos contra a Covid-19 da Pfizer e da Merck, mostram-se, pelo menos para já, insuficientes”, explica Ramiro Loureiro, trader do Millennium bcp, numa nota de mercado.

A Tesla está a disparar 4,01% para 976,21 dólares, na sequência de o CEO, Elon Musk, ter dito que já vendeu ações suficientes para atingir a sua meta de vender 10% dos títulos que detém.

Já as ações da chinesa Alibaba estão a cair 3,85% para 118,24 dólares depois de a Atlantic Equities ter feito um downgrade aos títulos da empresa de e-commerce fundada por Jack Ma de “overweight” (desempenho acima do seu índice de referência) para “neutra” devido a preocupações de que as plataformas de compras Alibaba Tmall e Taobao não apresentem melhorias nas performances no curto prazo.

O preço do ‘ouro negro’ está a subir menos de 1%. O preço do WTI, produzido no Texas, está a subir 0,58% para os 71,53 dólares por barril, enquanto a cotação do barril de Brent está a valorizar 0,39% para os 74,25 dólares. “O relatório da American Petroleum Institute (API) apontou uma queda de 3,67 milhões de barris nos inventários de petróleo dos EUA, quando a expectativa era de -2,5 milhões de barris”, destaca Henrique Tomé, analista da XTB, em research.

Quanto ao mercado cambial, o euro está a subir 0,26% para os 1,1313 dólares, enquanto a libra esterlina valoriza 0,45% face à moeda dos Estados Unidos, para os 1,3323 dólares.

Recomendadas

Wall Street encerra sessão com índices a desvalorizar mais de 1%

No fim de sessão em Wall Street o Dow Jones perde 1,45% para 33.849,46 pontos, o S&P 500 cai 1,51% para 3.965,30 pontos e o tecnológico Nasdaq cede 1,58% para 11.049,50 pontos. 

PSI cai em linha com Europa. Greenvolt e BCP lideram perdas

Dos quinze títulos apenas três fecharam em alta em Lisboa. Lá fora, “o ambiente de contestação social que se vive na China, onde se intensificam os protestos contra a política de Covid zero, está a gerar desconforto aos investidores e que desta forma descontam o mesmo nas bolsas”, realça o analista da MTrader.

Lagarde avisa que taxas de juro vão continuar a subir

Dados da inflação na zona euro em novembro vão ser conhecidos esta semana. BCE reúne-se em meados de dezembro.
Comentários