Wall Street encerra no ‘vermelho’. Investidores apreensivos com ‘saúde’ da economia norte-americana

O S&P 500 perdeu 0,76% para os 4.100,92 pontos. O tecnológico Nasdaq encerra a cair 0,72% para 11.994,46 pontos. O índice industrial Dow Jones também fecha o dia em terreno negativo, a desvalorizar 0,54% para 32.813,23 pontos.

Os principais índices em Nova Iorque encerraram o dia em terreno negativo. Os investidores mostraram-se apreensivos durante a sessão desta quarta-feira, 1 de junho, na sequência dos comentários proferidos pelo presidente-executivo do JPMorgan, Jamie Dimon, que afirmou que a economia norte-americana encaminha-se para um “furacão”.

Um das justificações apresentadas por Dimon, prende-se com a política monetária da Reserva Federal norte-americana (Fed), concretamente, o aumento das taxas de juro e a reversão das medidas de estímulo implementadas no início da pandemia de Covid-19.

O S&P 500 perdeu 0,76% para os 4.100,92 pontos. O tecnológico Nasdaq encerra a cair 0,72% para 11.994,46 pontos. O índice industrial Dow Jones também fecha o dia em terreno negativo, a desvalorizar 0,54% para 32.813,23 pontos.

Nas empresas, destaque pela negativa para a Tesla, cujas ações encerram a sessão a desvalorizar 2,12%, na sequência de Elon Musk, presidente-executivo da construtora, ter ‘ameaçado’ os trabalhadores que se recusem a abandonar o teletrabalho e regressar aos escritórios.

Em relação ao preço do barril de petróleo, em Nova Iorque, o WTI aumenta 0,09% para os 114.77 dólares por barril, enquanto o Brent valoriza 0,17% para os 115.80 dólares em Londres.

No mercado cambial, o euro deprecia 0,78% face ao dólar norte-americano para os 1,0649 dólares, enquanto a libra esterlina deprecia 0,97% face à moeda dos Estados Unidos, para 1,2478 dólares.

Recomendadas

Wall Street recupera e vai de fim de semana com subidas

Ainda assim, os títulos da Meta Platforms, que detém o Facebook, deslizaram após vir a público que a empresa liderada por Mark Zuckerberg está a cortar os planos de contratação de engenheiros, antecipando uma eventual desaceleração económica.

PSI fecha no verde com EDP Renováveis a disparar mais de 5% e EDP mais de 4%

Apesar da leitura preliminar da inflação, no mês de junho, ter registado um novo pico, acima do esperado, os mercados não reagiram negativamente. Ainda assim as bolsas da Europa fecharam mistas. Energia e utilities em forte alta.

Wall Street entra em julho com o pé esquerdo

O sector dos semicondutores está a cair após a empresa Micron Technology, fabricante de chips, ter apresentado um ‘guidance’ fiscal para o quarto trimestre que desiludiu o mercado. As concorrentes perdem mais de 2% no arranque da última sessão da semana.
Comentários