Wall Street encerra sessão com índices a desvalorizar mais de 1%

No fim de sessão em Wall Street o Dow Jones perde 1,45% para 33.849,46 pontos, o S&P 500 cai 1,51% para 3.965,30 pontos e o tecnológico Nasdaq cede 1,58% para 11.049,50 pontos. 

A bolsa de Nova Iorque encerrou sessão, desta segunda-feira, em terreno negativo com os principais índices a recuar mais de 1%.

No fim de sessão em Wall Street o Dow Jones perde 1,45% para 33.849,46 pontos, o S&P 500 cai 1,51% para 3.965,30 pontos e o tecnológico Nasdaq cede 1,58% para 11.049,50 pontos.

As ações caíram na segunda-feira, quando a agitação social causada pelas restrições prolongadas da Covid na China pesou nos mercados.  No fim de semana, manifestações eclodiram na China continental enquanto as pessoas expressavam as suas frustrações com a política de Covid-zero de Pequim. Os governos locais reforçaram os controlos da Covid à medida que os casos aumentavam, embora no início deste mês Pequim tenha ajustado algumas políticas que sugeriam que a segunda maior economia do mundo estava a caminho da reabertura.

Os desenvolvimentos repercutiram nos mercados globais, com os contratos futuros de petróleo do West Texas Intermediate a cair brevemente para o preço mais baixo desde dezembro passado.

As ações de empresas com grandes instalações produtivas no país estiveram pressionadas. A Apple caiu 2,8% depois da Bloomberg ter informou que a agitação numa fábrica na China pode significar 6 milhões de unidades do iPhone Pro a menos no ano .

Recomendadas

Fed conseguiu o esperado milagre de agradar a Wall Street

No dia em que a Reserva Federal deu mostras de moderação no aumento das taxas de juro, o mercado de capitais respondeu pela positiva, como não podia deixar de ser – com o Nasdaq a comandar. Resta saber quanto tempo durará o momento.

EUA: Powell reconhece primeiros sinais de alívio na inflação, mas é “prematuro declarar vitória”

O presidente da Fed afastou cortes de juros este ano, embora admita que a inflação começa a dar sinais de abrandamento. O caminho ainda é longo e a ‘aterragem suave’ continua em cima da mesa, tal como uma taxa terminal abaixo de 5%.

EUA: Reserva Federal abranda ritmo de subida dos juros com mais 25 pontos base

O mercado já antecipava esta decisão, dado o abrandamento da inflação nos últimos meses, mas a mensagem da Fed tem sido agressiva, sinalizando que o processo está ainda longe de concluído.
Comentários