Wall Street fecha em alta puxada pela Apple

A bolsa de Nova Iorque fechou em alta apesar de tensões geopolíticas, em dia de atentado ao embaixador da Rússia na Turquia. A Apple vai recorrer da multa da UE e fechou em alta.

A bolsa de Nova Iorque fechou hoje em alta mas ainda não o suficiente para o Dow Jones atingir os 20.000 pontos.

O Dow Jones: +0,20% para 19.883,75 pontos; o S&P 500: +0,20% para 2.262,55 pontos e Nasdaq: +0,37% para 5.457,44 pontos.

Apesar da subida os analistas de Wall Street dizem que a margem de subida para os próximos seis a doze meses é cada vez menor, uma vez que já estão incorporados os efeitos Brexit e Trump.

Esta sessão foi sobretudo impulsionada pelas telecomunicações e pelos valores do sector imobiliário e tecnológicas.

A presidente do Fed discursou em Baltimore e assegurou que o nível do mercado laboral dos Estados Unidos é o melhor de uma década.

A nivel empresarial, a Apple vai recorrer esta semana da decisão da União Europeia que a obriga a pagar  13.000 milhões de euros em impostos, devido a vantagens fiscais obtidas na  Irlanda. As ações da Apple subiram 0,57% para 116,63 dólares.

Hoje o petróleo caiu. O crude West Texas perdeu 0,19% para 51,80 dólares. Igual comportamento teve o Brent de Londres, caiu 0,85% para 54,74 dólares.

A sessão de hoje foi ainda marcada pelo atentado na Turquia. O Embaixador da Rússia foi morto por atirador na Turquia.

 

Recomendadas

Lagarde com reconhecimento “pouco feliz” e a inflação na Alemanha a disparar. As escolhas da semana no “Mercados em Ação”

Estes e outros temas, como a saída do CEO da Galp, Andy Brown, são as escolhas da semana no programa da plataforma JE TV, conduzido pelo subdirector do JE, André Cabrita-Mendes.

Bolsa de Lisboa segue em terreno negativo a meio da sessão

No meio sessão seguem em terreno positivo apenas a Altri, que avança 0,20% para 5,09 euros, a Jerónimo Martins, que ganha 0,21% para 18,95 euros, e a Semapa, que sobe 0,16% para 12,28 euros.

IGCP conta emitir Obrigações do Tesouro de até mil milhões até ao fim do ano

A Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública vai fazer emissões de Obrigações do Tesouro até ao fim do ano e prevê também emitir Bilhetes do Tesouro.
Comentários