Wall Street fecha em alta após Fed sinalizar continuidade da subida dos juros

As ações da Nvidia, fabricante de peças para computador, dispararam mais de 5%, a poucos minutos de publicar as contas trimestrais. Os analistas antecipam um lucro por ação de 1,3o dólares nos primeiros três meses do ano fiscal de 2023.

Brendan McDermid / Reuters

A bolsa de Nova Iorque fechou a sessão desta quarta-feira em terreno positivo, pouco depois de a Reserva Federal norte-americana (Fed) publicar as minutas da última reunião de política monetária, que mostram que o banco central está pronto para subir as taxas de juro diretoras a um ritmo mais elevado do que o mercado antecipava: subidas consecutivas de 50 pontos base.

Em Wall Street, o índice industrial Dow Jones subiu 0,60% para os 32.120,28 pontos, o financeiro S&P 500 avançou 0,95% para os 3.978,73 pontos, e o tecnológico Nasdaq somou 1,51% para os 11.434,74 pontos. Por sua vez, o Russell 2000 valorizou 2,06% para os 1.801,18 pontos.

As ações da fabricante de peças para computador Nvidia avançaram 5,08% para 169,75 dólares, a poucos minutos de publicar as contas trimestrais. Os analistas antecipam um lucro por ação de 1,3o dólares nos primeiros três meses do ano fiscal de 2023 e uma  receita de 8,12 mil milhões de dólares (cerca de 7,60 mil milhões de euros).

Os títulos da Intuit, fabricante do software Turbotax, dispararam 8,21% para 388,45 dólares, após revelar que subiu o outlook de lucros e receitas para este ano. Já a Caleres, dona da Famous Footwear, escalaram 29,91% para 27,19 dólares pelo mesmo motivo. Perante o aumento da procura, a empresa de calçado antecipa agora que as vendas consolidadas cresçam entre 2% e 5% em termos homólogos e os lucros por ação sejam de 4,20-4,40 dólares.

Nas matérias-primas, o ‘ouro negro’ cai mais de 2%. O preço do WTI, produzido no Texas, avança 0,82% para os 110,67 dólares por barril, enquanto a cotação do barril de Brent sobe 0,60% para os 111,35 dólares por barril.

Quanto ao mercado cambial, o euro está a depreciar 0,81% para os 1,0690 dólares, enquanto a libra esterlina avança 0,46% face à moeda dos Estados Unidos, para os 1,2587 dólares.

“A Nova Zelândia subiu as taxas de juro para 2% (+50 pontos base) e prevê chegar aos 4% em dezembro de 2023. Esta madrugada, subidas moderadas nas bolsas asiáticas, ajudadas pelas expectativas de que a China introduza novas medidas de apoio à economia. Esta ressente-se devido aos novos surtos da Covid-19 e aos confinamentos em várias cidades. O objetivo oficial de que o PIB aumente 5,5% em 2022 parece inatingível, o consenso espera +4,5% e esta será a primeira vez desde 1998 que o objetivo não é atingido”, sublinham os analistas do Bankinter, numa nota de mercado.

Recomendadas

Wall Street recupera e vai de fim de semana com subidas

Ainda assim, os títulos da Meta Platforms, que detém o Facebook, deslizaram após vir a público que a empresa liderada por Mark Zuckerberg está a cortar os planos de contratação de engenheiros, antecipando uma eventual desaceleração económica.

PSI fecha no verde com EDP Renováveis a disparar mais de 5% e EDP mais de 4%

Apesar da leitura preliminar da inflação, no mês de junho, ter registado um novo pico, acima do esperado, os mercados não reagiram negativamente. Ainda assim as bolsas da Europa fecharam mistas. Energia e utilities em forte alta.

Wall Street entra em julho com o pé esquerdo

O sector dos semicondutores está a cair após a empresa Micron Technology, fabricante de chips, ter apresentado um ‘guidance’ fiscal para o quarto trimestre que desiludiu o mercado. As concorrentes perdem mais de 2% no arranque da última sessão da semana.
Comentários