Wall Street fecha mista após decisão da Fed

A Reserva Federal norte-americana manteve inalterada a taxa de juro diretora e o programa de compra de ativos.

Crash de 25% em Wall Street

Os três pincipais índices da bolsa de Nova Iorque encerraram a negociação desta quarta-feira sem tendência definida, depois de a Reserva Federal norte-americana ter mantido inalterada a taxa de juro diretora, num intervalo entre 0% e 0,25%, e o programa de compra de ativos.

O banco central norte-americano anunciou hoje a última decisão do ano de política monetária, mantendo o tecto do volume de compras de ativos em 120 mil milhões de dólares por mês, tendo ainda atualizado as projeções económicas, estando menos pessimista do que estava em setembro.

A Fed antecipa agora uma queda do PIB de 2,4% em 2020, isto é, uma quebra menos acentuada face às anteriores projeções, antecipando ainda um crescimento de 4,2% para 2021, mais 0,2 pontos percentuais face às projeções de setembro.

O índice industrial Dow Jones caiu 0,15% para 30.154,87 pontos. O S&P 500 ganhou 0,20% para os 3.702,00 pontos. O tecnológico Nasdaq encerrou em terreno positivo, subindo 0,50% para 12.658,19 pontos.

O preço do barril de petróleo está a subir nos dois lados do atlântico. Em Nova Iorque, o WTI sobe 0,44% para os 47,84 dólares por barril, enquanto o Brent está a valorizar 0,51% para os 51,02 dólares em Londres.

No mercado cambial, o euro apreciou 0,28% face ao dólar norte-americano, para 1,2186 dólares e a libra esterlina apreciou 0,22% face à moeda dos Estados Unidos, para 1,3490 dólares.

Recomendadas

Wall Street arranca ‘mista’ numa Europa mergulhada no ‘vermelho’

A a Amazon está em destaque, após anunciar um aumento do salário médio dos trabalhadores de armazém, bem como os trabalhadores de entregas. O anúncio antecede em duas semanas o segundo evento de ofertas Prime Day da Amazon, marcado para 11 e 12 de outubro, evento que provocou uma crescente pressão sindical sobre a empresa.

PSI segue sessão em terreno negativo. Jerónimo Martins perde mais de 4%

As principais bolsas europeias também encontram-se todas no ‘vermelho’, com o IBEX 35 (Espanha) a desvalorizar 1,38%, o CAC 40 (França) a perder 1,14%, o DAX (Alemanha) a cair 1,12% e o FTSE 100 (Reino Unido) a recuar 0,79%.

Maior IPO da década. Ações da Porsche vendidas no topo do intervalo (com áudio)

A Volkswagen vendeu 911 milhões de ações (12,5% do capital) da Porsche no topo do intervalo pré-definido (82,5 euros), tirando partido da forte procura dos investidores. A Volkswagen encaixou ao todo 9.400 milhões de euros, com a dispersão em bolsa, o que lhe dá o estatuto de maior negócio de ações europeu.
Comentários