Wall Street fecha em queda com as ações da GAP

A bolsa dos EUA fechou a sessão em queda, mas o balanço da semana é positivo.

REUTERS/Lucas Jackson

O Dow Jones fechou a cair 0,19% para 18.867,93 pontos ; S&P 500 caiu 0,24% para 2.181,9 pontos; e o Nasdaq caiu 0,23% para 5.321,51 pontos.

Destaque para a queda da UnitedHealth Group que registou perdas  de 0,88%. O S&P 500  caiu 0,24% arrastado pelo sector dos cuidados de saúde.

Mas a grande queda de hoje coube à Gap, com as ações a cair 16,61% para 25,61 dólares por acção. Depois da cadeia de pronto a vestir ter apresentado os resultados trimestrais.

O Dow Jones teve como ação que mais subiu a petrolífera Chevron que subiu 1% e a Boeing (0,70%). A maior queda foi das farmacêuticas (Merck caiu 1,32%). A Procter and Gamble perdeu 1,29% e  Walt Disney caiu 1,14%.

O dólar continua a valorizar face ao euro e o petróleo West Texas no fecho de Wall Street estava em alta de 0,37% para 45,59 dólares.

 

 

 

 

Recomendadas

Bolsa de Lisboa fecha sessão a perder 1,49% com apenas o título da Galp no verde

A puxar o PSI para baixo estiveram os títulos da peso-pesado do retalho Jerónimo Martins, dona da cadeia de supermercados Pingo Doce, que deslizaram 3,52%.

Bancos envolvidos na aquisição do Twitter por Elon Musk poderão perder milhões

Dos 44 mil milhões que Musk terá de pagar pela compra da rede social, 12,5 mil milhões serão garantidos por empréstimos bancários. Exemplos recentes e cenário económico sombrio pesam nas projeções da banca envolvida.

OPEP+ decide baixar a sua oferta de petróleo em dois milhões de barris diários

A redução da produção de petróleo anunciada esta quarta-feira corresponde ao maior corte na oferta desde maio de 2020. Decisão deverá irritar administração Biden e levar a resposta dos EUA, diz nota de mercado do Citi.
Comentários