Wall Street inicia sessão na linha de água

Mercados abrem em alta, após divulgação do PIB acima do previsto. Investidores continuam na expetativa

John Gress/Reuters

As bolsas norte-americanas abriram o dia a transacionar sem grande alteração após a Cyber Monday. O BPI informa que de acordo com “a Adobe Digital Insights, as vendas da Cyber Monday aumentaram 9,40% face ao mesmo dia de 2015. As vendas da Cyber Monday variam de estimativa para estimativa mas a maioria aponta para um aumento significativo face ao ano anterior.”

O índice industrial Dow Jones perde 0,03% para 19.087,29 pontos, o tecnológico Nasdaq ganha 0,02% para 5.369,65 pontos, e o S&P 500 valoriza 0,02% para 2.202,20 pontos. Já o Russell 2000, sobe 0,40% para 1.335,73 pontos.

Os investidores estão focados no comportamento do petróleo. De acordo com a Reuters, há “sinais que os principais produtores de petróleo estão com dificuldades em chegar a um acordo para cortar a produção e reduzir o excesso de oferta global”. No mercado de matérias-primas, o petróleo Brent perde 3,80% para os 47,36 dólares.

Hoje já foi divulgado o PIB do terceiro trimestre que se fixou em 3,2%, acima dos 3% apontados pelos analistas.

Em termos setoriais, destacam-se as perdas na energia (-0,31%) e matérias-primas (-0,11%).

Na Europa, a bolsa de Lisboa recua 0,40%, numa sessão marcada pela aprovação do Orçamento de Estado 2017 com maioria. A contribuir para as perdas estão os títulos da NOS (-1,02%) e Galp Energia (-1,69%), a refletir a desvalorização no preço do petróleo.

A negociar com perdas estão ainda as ações da EDP Renováveis (-0,45%), EDP (-0,15%), Mota-Engil (-0,85%) e Pharol (-4,47%), após ter reportado um prejuízo de 56 milhões de euros até setembro.

A negociar em contraciclo estão os títulos dos CTT (0,74%), Jerónimo Martins (0,30%) e Sonae (0,38%).

Nos restantes índices europeus, a tendência é de baixa, com o mercado atento a Mario Draghi, que irá ao Parlamento Europeu responder às questões dos deputados relativamente às perspectivas económicas da Zona Euro e sobre as potenciais consequências do Brexit.

O Dax cai 0,05%, o índice francês CAC ganha 0,55%, a praça holandesa AEX desvaloriza 0,20%, e o Footsie de Londres perde 0,78%.

No mercado de câmbios, o euro perde 0,27% para 1,0585 dólares. A Libra valoriza 0,60% para 1,2489 dólares.

A ‘yield’ da dívida portuguesa a dez anos, negoceia a subir 2,3 pontos base para 3,623%

 

Recomendadas

Marques Mendes: “Costa Silva recupera autoridade ou sai. O país precisa de um ministro da Economia forte”

“De um Governo com maioria absoluta, à partida um Governo forte, esperava-se unidade, coesão, determinação, energia, mobilização, espírito reformista. O que encontrámos? Exatamente o contrário”, disse este domingo o comentador da SIC.

Moçambique baixa receitas fiscais do gás ao fundo soberano para 40%

Moçambique deverá ser um dos maiores exportadores mundiais de gás a partir de 2024, beneficiando não só do aumento dos preços, no seguimento da invasão da Ucrânia pela Rússia, mas também pela transição energética.

PCP defende aumento do salário mínimo nacional para 850 euros em janeiro

O secretário-geral do PCP acusou o Governo de querer “retomar todos os caminhos da política de direita, fazer comprimir ainda mais os salários, facilitar a exploração, abrir espaço para os negócios privados na saúde e na educação, condicionando ou justificando as suas opções com as orientações e imposições da União Europeia e do euro”.
Comentários