Wall Street reage em alta a abradamento da inflação em outubro. Nasdaq perto dos 6%

A taxa de inflação homóloga abrandou para 7,7% em outubro. Em causa está o nível mais baixo desde janeiro, depois de ter atingido 8,2% em setembro.

A bolsa de Nova Iorque negoceia em alta após o Departamento do Trabalho dos EUA ter confirmado que a taxa de inflação homóloga abrandou para 7,7% em outubro. Em causa está o nível mais baixo desde janeiro, depois de ter atingido 8,2% em setembro.

O S&P 500 sobe 4,13% para 3.903,80 pontos, o tecnológico Nasdaq dispara 5,64% para 10.937,14 pontos e o Dow Jones avança 2,68% para 33.386,06 pontos.

“Wall Street arranca em forte alta, após a revelação de que a inflação nos EUA abrandou mais que o previsto, para os 7,7% em outubro, o que provocou uma reação de forte subida também nas congéneres europeias. Isto porque faz acreditar que desta forma a Fed não terá tanta necessidade de ser agressiva na subida de taxas de juro”, comenta Ramiro Loureiro, analista de mercados do Millennium Investment Banking.

Sgeundo o índice CPI, o aumento de preços em relação a setembro foi de 0,4% e, excluindo os preços dos produtos alimentares e da energia, que são os mais voláteis, a inflação subjacente ficou em 6,3% na comparação homóloga (com o mesmo período do ano anterior) e em 0,3% face a setembro.

O mercado petrolífero inverteu a tendência dos últimos dias e está agora a valorizar, com o brent a subir 0,78% para 93,37 dólares por barril e o crude a ganhar 0,45% para 86,22 dólares.

Recomendadas

Conselho de Ministros moçambicano aprova criação de fundo soberano

O Conselho de Ministros moçambicano aprovou hoje a criação do fundo soberano do país, cuja capitalização deverá arrancar com as receitas deste ano da plataforma Coral Sul, que começou a exportar gás do Rovuma há duas semanas.

Venezuela prepara acordos com petrolífera Chevron após alívio de sanções

A Venezuela anunciou hoje que vai assinar, nas próximas horas, acordos com a petrolífera norte-americana Chevron para impulsionar o desenvolvimento local de empresas mistas (capital público e privado) e a produção de petróleo.

Lisboa com níveis de poluição superiores ao tolerado pela OMS (com áudio)

Algumas zonas da cidade de Lisboa apresentam níveis de poluição superiores aos que são tolerados pela Organização Mundial de Saúde (OMS), destacando-se o terminal de cruzeiros de Santa Apolónia e algumas ciclovias, segundo um estudo divulgado hoje.
Comentários