Wall Street recupera parte das perdas das duas últimas sessões

Depois da queda motivada pelas declarações de Jerome Powell em Jackson Hole, Wyoming, os índices norte-americanos arrancaram a sessão de terça-feira no verde, corrigindo parte destas perdas. Relatório da criação de emprego na sexta-feira será determinante para decisão da Fed em setembro.

Os principais índices norte-americanos arrancaram esta terça-feira em terreno positivo, recuperando parte das quedas das últimas duas sessões no rescaldo do simpósio anual da Reserva Federal.

O Dow Jones ganhava 60 pontos no arranque, ou 0,2%, chegando até aos 32.161,71. O S&P 500 avançava 0,21% até aos 4.040,21 pontos, ao passo que o Nasdaq liderava a recuperação, subindo 0,6% para os 12.089,44 pontos.

As sessões de sexta-feira passada e segunda-feira sublinharam o sentimento negativo que se abateu sobre os investidores depois das declarações de Jerome Powell, presidente da Reserva Federal, no encontro anual do banco central em Jackson Hole, Wyoming. O sinal dado ao mercado de que a prioridade da Fed será colocada no controlo da inflação castigou Wall Street, tanto no sector tecnológico, como noutras áreas procíclicas como a banca ou o retalho.

Depois de dois dias de perdas, títulos como as principais tecnológicas (Apple, Amazon, Meta, Alphabet, Microsoft e Netflix) vão negociando todas no verde, com a Amazon e a Netflix a valorizarem mais de 1%. Também outras cotadas como a Nvidia ou a Tesla, que enfrentaram uma pressão acrescida nas últimas sessões, vão ganhando 0,51% e 0,37%, respetivamente.

Na banca, o Bank of America vai liderando os ganhos, subindo 0,74%, com outros nomes como JPMorgan Chase e Citigroup a também negociarem em terreno positivo, recuperando parte da queda dos últimos dias, quando o peso do esperado abrandamento do crescimento superou o aumento de margens criado pela subida dos juros.

A reunião de setembro trará certamente nova subida das taxas diretoras pela Fed, embora a avaliação do mercado tenha oscilado bastante nas últimas semanas. Atualmente, as apostas dos investidores pendem mais para uma nova subida na casa dos 75 pontos base (p.b.), atribuindo 66,5% de probabilidades a uma decisão nesta linha, segundo o portal Investing.

Esta decisão terá em conta vários dos dados macroeconómicos que serão divulgados esta semana, especialmente o relatório da criação de emprego em agosto, que será conhecido esta sexta-feira.

Recomendadas

OPEP+ deverá anunciar corte na produção de petróleo na próxima reunião

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo e os seus aliados está a considerar um corte na produção de petróleo de mais de um milhão de barris por dia na quarta-feira, naquela que será a primeira reunião presencial desde o início da pandemia.

Cotação do barril Brent para entrega em novembro baixa para 87,96 dólares

A cotação do barril de petróleo Brent para entrega em novembro terminou esta sexta-feira no mercado de futuros de Londres em baixa de 0,73%, para os 87,96 dólares.

Wall Street encerra sessão com principais índices a perder mais de 1,50%

No momento de fecho o Dow Jones recua 1,71%para 28.725,84 pontos, o S&P 500 cede 1,51% para 3.585,40 pontos e o tecnológico Nasdaq desvaloriza 1,51% para 10.575,62 pontos. 
Comentários