Wall Street regressa às perdas depois de bater recordes

Os três índices encerraram a sessão desta terça-feira em terreno negativo. Os investidores estão expectantes perante a hipótese de mais apoios diretos às famílias norte-americanas. A Boeing manteve-se no ‘verde’ na sequência de a American Airlines voltar aos voos comerciais com o 737 Max.

Wall Street voltou às perdas, depois de uma abertura de sessão recordista que viu com bons olhos a aprovação do novo pacote de estímulos à economia norte-americana por parte do presidente cessante dos Estados Unidos. Os investidores estão expectantes perante a hipótese de mais apoios diretos às famílias norte-americanas. Assim, a bolsa de Nova Iorque encerrou as negociações desta terça-feira em terreno negativo.

Entre os principais índices, o industrial Dow Jones caiu 0,22% para 30.335,67 pontos, enquanto o financeiro S&P 500 perde 0,21% para 3.727,60 pontos. Já o tecnológico Nasdaq resvalou 0,38% para os 12.850,22 pontos. Já o Russell 2000 desvalorizou 2,14% para os 1.955,05 pontos.

A Boeing foi uma das cotadas em destaque, pois a companhia aérea American Airlines tornou-se na primeira transportadora norte-americana a retomar os voos comerciais com o 737 Max – que parou no início de 2019 depois dos acidentes – com uma viagem de Miami para o Aeroporto LaGuardia em Nova Iorque. As ações da empresa estiveram a  subir 2%, mas fecharam  com um ganho ligeiro de 0,06% para 216,22 dólares.

A Câmara dos Representantes aprovou um projeto de lei esta madrugada para aumentar os pagamentos diretos (cheques) às famílias dos atuais 600 dólares (cerca de 489 euros), previstos no pacote de 900 mil milhões assinado por Donald Trump, para 2 mil dólares (aproximadamente 1.631 euros).

O economista-chefe da XTB, Przemysław Kwiecień, alerta os investidores para o facto de, “se os mercados reabrirem como planeado e se existir estímulo económico por parte dos mesmos para investir, a economia global pode vir a melhorar consideravelmente”, mas chama a atenção para a expectativa de “um aumento da inflação associado à reabertura da economia”, segundo uma nota da corretora.

O valor do ‘ouro negro’ continua a subir. O preço do petróleo WTI, produzido no Texas, sobe 0,80% para os 48 dólares por barril, enquanto a cotação de barril de Brent está a valorizar 0,61% para os 51,21 dólares.

Quanto ao mercado cambial, o euro valoriza 0,29% face ao dólar, para 1,2249 dólares, enquanto a libra esterlina valoriza 0,35% face à moeda dos Estados Unidos, para 1,3497 dólares, ainda a reagir ao acordo comercial entre o Reino Unido e a União Europeia, que será votado no parlamento britânico amanhã.

Recomendadas

Wall Street encerra sessão a negociar no ‘verde’. Destaque para Dow Jones que soma mais de 2,50%

No final do dia em Wall Street, o Dow Jones avança 2,66% para 29.490,89 pontos, o S&P 500 ganha 2,47% para 3.674,30 pontos e o tecnológico Nasdaq valoriza 2,27% para 10.815,43 pontos. 

PSI lidera subidas na Europa com CTT e NOS a valorizarem à volta de 5%

“As bolsas europeias ganharam ânimo ao longo da sessão e acabaram por encerrar em alta, com o PSI em destaque, ao valorizar quase 2%. O índice de ações português foi impulsionado pelo disparo superior a 5% da NOS, perante perspetivas de que o mercado móvel nacional possa encolher de cinco para quatro players depois da Vodafone Portugal ter concordado em comprar a Nowo”, relata o analista do Millennium BCP, Ramiro Loureiro.

Samba Digital entra na Bolsa de Lisboa a 6 de outubro

A Samba Digital trabalha com os maiores clubes e jogadores do futebol inglês, francês, italiano e alemão. E, desde este ano, com a Primeira Liga Portuguesa.
Comentários