Wall Street: Reserva Federal acaba com otimismo sem sentido

Os investidores convenceram-se de que as mexidas nas taxas de juto seriam mais suaves que o inicialmente esperado. O banco central norte-americano teve de baixar as expectativas estranhamente sobreaquecidas do mercado.

O presidente da Reserva Federal de Minneapolis, Neel Kashkari, disse esta quinta-feira que o banco central dos Estados Unidos precisa de reduzir a inflação “muito, muito alta” o mais rapidamente possível, mesmo que o custo seja possivelmente desencadear uma recessão.

“Precisamos de reduzir a inflação com urgência”, disse Kashkari. “Precisamos de reduzir a procura” aumentando as taxas de juros. Os fundamentos económicos são fortes, disse, mas se a Fed pode reduzir a inflação sem levar a economia a uma recessão é algo para que aquele responsável não tem resposta.

Resposta tiveram os principais índices do mercado mobiliário, que se mantiveram entre o vermelho e o verde ao longa de sessão, para finalmente fecharem do lado positivo, mas apenas muito timidamente. Os analistas consideram que as palavras do responsável da Fed, não sendo novidade, vieram acalmar as melhores expectativas dos investidores – que por qualquer razão se convenceram há duas semanas que o banco central iria aliviar o pacote previsto de subida das taxas de juro. Aparentemente, não é nada disso que o banco central se prepara para fazer. Os analistas afirmam agora que as probabilidades de uma subida de 50 pontos base no próximo mês aumentaram.

A recente flexibilização das condições financeiras dos Estados Unidos, incluindo um aumento nos preços das ações, pode ter sido baseada numa sensação excessivamente otimista de que a inflação estava a atingir o pico e que o ritmo dos aumentos das taxas de juros provavelmente diminuiria, disse, por seu turno, a responsável da Reserva Federal de Kansas City, Esther George também esta quinta-feira.

Esther George disse que o ritmo e o nível final dos aumentos futuros das taxas continuam a ser uma questão em debate. “Para saber onde é esse ponto de viragem teremos que estar completamente convencidos de que os números da inflação estão a cair”, disse. E não é isso que acontece para já.

O Dow Jones segue nos 33.982,37 pontos, mais 2,05 pontos ou mais 0,01%; o Nasdaq está nos 12.961,58 pontos, mais 23,45 pontos ou mais 0,18%; e o S&P 500 está nos 4.282,32 pontos, mais 8,28 pontos, ou 0,19% pontos.

Recomendadas

PSI lidera subidas na Europa com CTT e NOS a valorizarem à volta de 5%

“As bolsas europeias ganharam ânimo ao longo da sessão e acabaram por encerrar em alta, com o PSI em destaque, ao valorizar quase 2%. O índice de ações português foi impulsionado pelo disparo superior a 5% da NOS, perante perspetivas de que o mercado móvel nacional possa encolher de cinco para quatro players depois da Vodafone Portugal ter concordado em comprar a Nowo”, relata o analista do Millennium BCP, Ramiro Loureiro.

Samba Digital entra na Bolsa de Lisboa a 6 de outubro

A Samba Digital trabalha com os maiores clubes e jogadores do futebol inglês, francês, italiano e alemão. E, desde este ano, com a Primeira Liga Portuguesa.

CMVM publica três documentos com recomendações para o investidor

Na “Semana do Investidor” a Comissão de Mercado de Valores Mobiliários avança com duas publicações. Sendo uma delas o “Relatório do Investidor” e a outra um estudo sobre Incentivos à Poupança de Longo-Prazo. Hoje é publicada também a brochura sobre Finanças Sustentáveis para ajudar os investidores a identificarem as características deste tipo de investimentos, o que os distingue e quais os cuidados a ter.
Comentários