Wall Street sustém a respiração antes da aprovação da reforma fiscal

Depois do debate, a Casa dos Representantes vai votar ainda esta terça-feira o projeto de lei que deverá dar lugar à reforma fiscal nos Estados Unidos.

Reuters

Os principais índices norte-americanos abriram esta terça-feira em alta, mas inverteram a tendência e seguem com perdas ligeiras. Os juros da dívida benchkmar avançam e o dólar cai face ao euro, num dia em que os investidores esperam por novidades da votação sobre a reforma fiscal no Senado dos Estados Unidos.

O índice financeiro S&P 500 recua 0,13% para 2.686,71 pontos, a corrigir depois de uma subida de 1,5% nas últimas duas sessões, enquanto o industrial Dow Jones perde 0,09% para 24.769,22 pontos. O índice tecnológico Nasdaq, que tocou esta segunda-feira os 7.000 pontos pela primeira vez, desce 0,24% para 6.978,30 pontos.

No mercado cambial, o dólar desvaloriza 0,30% para 0,846 euros. Já contra a divisa britânica e japonesa, a moeda norte-americana aprecia-se 0,25% para  0,0749 libras e 0,31% para 112,900 ienes. As yields das Treasuries sobem para 2,44%.

Depois do debate, a Casa dos Representantes vai votar ainda esta terça-feira o projeto de lei que deverá dar lugar à reforma fiscal nos Estados Unidos. Entre as principais medidas está a descida dos impostos para as empresas para 21% dos anteriores 35%, que tem impulsionado o sentimento das empresas.

“Vai ajudar a sustentar um ano de crescimento forte dos resultados empresariais para os Estados Unidos e para as ações globais”, explicou o estrategista macro da State Street Bank & Trust, Timothy Graf, em declarações à Bloomberg TV. “Vai manter o sentimento robusto”.

Relacionadas

Nasdaq ultrapassa os 7.000 pontos em dia feliz para Wall Street

Senado dos EUA vai votar a reforma nos impostos esta terça-feira e a expetativa é que o presidente Donald Trump assine a legislação antes do fim de semana.

Ganhos do retalho e BCP colocam bolsa nacional em terreno positivo

O principal índice português, PSI 20, sobe ligeiramente 0,09%, para 5.417,66 pontos, impulsionado pelas valorizações do setor do retalho e BCP.

Mais uma conquista para Buffett: uma ação da Berkshire já vale 300 mil dólares

Warren Buffett lidera a Bershire desde 1965, altura em que era uma pequena empresa têxtil com ações a valerem 11 dólares. A mesma ação valorizou 2.400.000% desde então.
Recomendadas

PSI segue sessão no ‘vermelho’. BCP, REN e EDP Renováveis caem mais de 2%

Lá fora, as principais praças europeias também negociaram no ‘vermelho’. O CAC 40 perde 0,12%, o DAX cai 0,15%, o IBEX 35 recua 0,70% e FTSE 100 desvaloriza 0,66%.

Euro cai para novo mínimo de 20 anos depois de viragem à direita em Itália

“A União Europeia (UE) e a zona euro estão numa situação difícil: não só a Europa está a sofrer uma verdadeira crise energética, mas agora a direita em Itália está também a registar uma vitória histórica”, disse o economista-chefe do VP do Banco Thomas Gitzel, citado pela Efe, que acrescenta que o veredicto dos mercados financeiros sobre o assunto é claro.

Euribor sobem a três e 12 meses para novos máximos e mantêm-se a seis meses

A taxa Euribor a seis meses, a mais utilizada em Portugal nos créditos à habitação e que entrou em terreno positivo em 6 de junho, manteve-se hoje em 1,803%, um máximo desde setembro de 2011.
Comentários