Wall Street termina otimista apesar da apróximação do prazo das tarifas

A bolsa de Nova Iorque terminou a sessão desta terça-feira com otimismo, apesar de se aproximar a entrada em vigor das tarifas adicionais às importações chinesas (agendadas para o próximo domingo 15 de dezembro) incluindo telemóveis, notebooks e até peixe congelados. Nos principais índices, o industrial Dow Jones cresce 0,08% para os 27,923.0 pontos, o […]

Reuters

A bolsa de Nova Iorque terminou a sessão desta terça-feira com otimismo, apesar de se aproximar a entrada em vigor das tarifas adicionais às importações chinesas (agendadas para o próximo domingo 15 de dezembro) incluindo telemóveis, notebooks e até peixe congelados.

Nos principais índices, o industrial Dow Jones cresce 0,08% para os 27,923.0 pontos, o financeiro S&P 500 sobe 0,05%, para os 3,136.12 pontos e o tecnológico Nasdaq valoriza 0,10%, para os 8,364.00 pontos.

Os investidores continuam a aguardar notícias do comércio e uma decisão por parte da Reserva Federal dos Estados Unidos (Fed). Os Estados Unidos e a China trabalham num acordo para adiar as tarifas, enquanto as negociações sobre um acordo comercial continuam. O acordo de primeira fase pode incluir a reversão das tarifas impostas em setembro.

Esta quarta-feira, a Fed vai decidir sobre as taxas de juros. É esperado que o banco central deixe a sua taxa básica de fundos federais entre 1,5% e 1,75%. O presidente Jerome Powell disse que não são necessários mais cortes numa economia que cresce constantemente.

A Administração e o Congresso Trump concordaram em um novo tratado para substituir o Acordo de Livre Comércio da América do Norte.

Recomendadas

Cotação do barril Brent para entrega em novembro baixa para 87,96 dólares

A cotação do barril de petróleo Brent para entrega em novembro terminou esta sexta-feira no mercado de futuros de Londres em baixa de 0,73%, para os 87,96 dólares.

Wall Street encerra sessão com principais índices a perder mais de 1,50%

No momento de fecho o Dow Jones recua 1,71%para 28.725,84 pontos, o S&P 500 cede 1,51% para 3.585,40 pontos e o tecnológico Nasdaq desvaloriza 1,51% para 10.575,62 pontos. 

PremiumAções com pior mês desde junho e pode não ficar por aqui

Libra em forte desvalorização e juros da dívida do Reino Unido disparam após polémico “mini-orçamento” de Liz Truss.
Comentários