Washington sanciona empresas chinesas, uma delas cotada no Nasdaq

Os Estados Unidos impuseram esta sexta-feira sanções económicas a dois dirigentes de firmas chinesas e às suas empresas, uma das quais cotada no índice Nasdaq, acusados de pesca ilegal, trabalho forçado e violações dos direitos humanos.

O Departamento do Tesouro norte-americano anunciou em comunicado ter congelado os bens nos Estados Unidos de Li Zhenyu e de Xinrong Zhuo e das suas empresas, a Dalian Ocean Fishing Co. e a Pingtan Marine Enterprise, esta última cotada no índice Nasdaq na bolsa de Nova Iorque.

É a primeira vez que o Departamento do Tesouro impõe sanções a uma empresa que integra o Nasdaq.

Os acionistas terão 90 dias para ceder as suas ações, disse aos jornalistas um responsável do Tesouro.

O Departamento do Tesouro identificou 157 barcos de pesca nos quais as duas empresas estão envolvidas.

“O Tesouro condena as práticas das pessoas sancionadas hoje, que envolvem frequentemente abusos dos direitos humanos, comprometem normas fundamentais do trabalho e do ambiente e prejudicam as perspetivas económicas das populações locais do Indo-Pacífico”, refere o subsecretário do Tesouro Brian Nelson, citado no comunicado.

O Departamento do Tesouro sublinha que o Presidente norte-americano, Joe Biden, publicou no passado dia 27 de junho o memorando de luta contra as práticas ilegais, não declaradas, a pesca não regulamentada e os abusos de trabalho associados.

Recomendadas

Abordagem da Fed para controlar inflação anima Wall Street no fim da sessão

A bolsa de Nova Iorque fechou a sessão desta terça-feira, 31 de janeiro, com um sentimento positivo devido à abordagem da Reserva Federal (Fed) para controlar a inflação um dia antes da decisão política do banco central norte-americano. No início da sessão, o S&P 500 cresceu 1,46%, para 4,076.26 pontos, o tecnológico Nasdaq valorizou 1,67%, […]

Bolsa de Lisboa fecha sessão no ‘verde’ com BCP a liderar ganhos

As principais bolsas europeias terminaram divididas, com o DAX (Alemanha) e o CAC 40 (França) a registarem valorizações de 0,01%, enquanto o FTSE 100 (Reino Unido) perdeu 0,16% e o IBEX 35 (Espanha) depreciou 0,15%.

Wall Street arranca sessão com todos os índices no ‘verde’

A bolsa de Nova Iorque iniciou a sessão com sinais positivos nos três principais índices, apesar da queda das ações da McDonald’s.
Comentários