Free Now anuncia a integração de transportes públicos na sua aplicação

O presidente executivo (CEO) da Free Now, Thomas Zimmermann, anunciou hoje, em declarações à Lusa, que a plataforma de mobilidade é a primeira a oferecer serviços de transporte público, primeiro na Alemanha e, posteriormente, no resto dos mercados europeus.

O presidente executivo (CEO) da Free Now, Thomas Zimmermann, anunciou hoje, em declarações à Lusa, que a plataforma de mobilidade é a primeira a oferecer serviços de transporte público, primeiro na Alemanha e, posteriormente, no resto dos mercados europeus.

Thomas Zimmermann falava à Lusa à margem da Web Summit, cuja sétima edição termina hoje em Lisboa.

O serviço está disponível “primeiro na Alemanha e depois vamos escalar pela Europa”, afirmou o gestor, referindo que ainda não tem uma data para Portugal.

Em comunicado enviado às redações, o CEO declarou: “Estamos satisfeitos por sermos agora a primeira plataforma de mobilidade a poder oferecer aos nossos utilizadores bilhetes para transportes públicos na mais populosa e maior área de transporte urbano da Europa. Esta é uma etapa importante para nós. Interligar diferentes ofertas de mobilidade é crucial para o sucesso na transformação dos transportes na Europa. A FREE NOW trabalha ativamente para este objetivo, como um aliado dos transportes públicos. O nosso objetivo é tornar a mobilidade urbana na Europa mais sustentável, inteligente e interligada”.

Os utilizadores podem agora reservar serviços de transporte público através da sua app, bem como táxis, TVDE, scooters elétricas, bicicletas elétricas, trotinetes elétricas e carros partilhados.

Notícia atualizada às 12h20 com declarações do comunicado

Recomendadas

Restaurantes da AHRESP vão assegurar alimentação dos peregrinos da Jornada Mundial da Juventude

A AHRESP vai apoiar a Fundação na “definição das regras de funcionamento da rede de restaurantes e similares que irão assegurar o fornecimento de refeições para os participantes da Jornada Mundial da Juventude e contactar restaurantes e similares para promover a sua adesão à rede, bem como promover o uso do Guia de Boas Práticas da Restauração e Bebidas junto da rede”, lê-se no comunicado.  

Complemento excecional a pensionistas: SNQTB remeteu nova carta ao Primeiro-Ministro

Depois do OE2023 ter sido aprovado o Sindicato Nacional dos Quadros e Técnicos Bancários diz que “o Partido Socialista mantém a injustiça em relação aos bancários reformados que foram indevidamente excluídos da atribuição do complemento excecional a pensionistas”.

PremiumRede 5G, um ano e quatro mil antenas depois

Portugal arrancou com a tecnologia de quinta geração a 26 de novembro. NOS, a primeira a lançar, revela que conta com 3.200 estações instaladas.
Comentários