Webhelp abre novos escritórios em Lisboa e Braga e contrata 500 novos trabalhadores

Grupo de origem francesa já investiu mais de oito milhões de euros em Portugal, nos últimos cinco anos. Faturou 40 milhões de euros, a partir de Portugal, em 2019. A partir de território luso, a Webhelp gere projetos para empresas internacionais, nos sectores financeiro, automóvel, bens de consumo e aviação.

Presidente executivo da Webhelp Portugal, Carlos Moreira

A Webhelp Portugal anunciou esta segunda-feira que vai abrir dois novos escritórios em Lisboa e em Braga em 2021, somando mais 500 postos de trabalho à atual estrutura da empresa de origem francesa, que conta hoje com dois mil trabalhadores de 53 nacionalidades diferentes, em Portugal. A Webhelp é uma empresa de contact centers com operações no país desde 2015.

Com o reforço das operações, a Webhelp vai passar a ter em 2021 quatro escritórios em território luso, entre Lisboa, Braga e Oeiras. A empresa prevê a contratação até de 300 trabalhadores para o novo escritório de Braga e para o novo escritório de Lisboa prevê o recrutamento de mais 200 trabalhadores, adianta a Webhelp em comunicado. O investimento na consolidação das operações em Portugal, coloca a Webhelp mais próximo do objetivo de ter três mil trabalhadores, em 2023.

O reforço das equipas e a abertura de dois novos espaços é justificado pelo presidente executivo da Webhelp Portugal, Carlos Moreira, com o “grande crescimento da atividade” da empresa, apesar de “um ano tão atípico como 2020”. O crescimento da atividade explica-se, segundo Moreira, pela “qualidade dos recursos humanos, processos de trabalho, aliados a uma excelente infraestrutura tecnológica”.

“Este investimento que fazemos vem reforçar isso mesmo. Portugal é um mercado muito importante no universo da Webhelp, líder europeu deste sector, e pretendemos continuar a reforçar a nossa presença”, salienta Carlos Moreira, em comunicado.

O group managing director operations e CEO para o Sul da Europa e para o Este de África do grupo Webhelp, Vincent Bernard, corrobora a importância da operação portuguesa referida por Moreira. “A abertura destes novos sites em Lisboa e Braga mostra o crescimento forte e sustentado da Webhelp em Portugal. Isso deve-se à excelente capacidade de recrutamento, com pessoas talentosas, de formação sólida e boa experiência profissional”, sublinha.

“O desenvolvimento destes hubs multilingues permite ao nosso grupo aumentar a sua capacidade de produção em Portugal para responder às necessidades dos nossos clientes internacionais”, acrescenta. Para Bernard, Portugal “é um ótimo símbolo” de uma escolha de sucesso do grupo.

O grupo Webhelp já investiu mais de oito milhões de euros no país, designadamente em Lisboa e em Braga. Os dois mil trabalhadores da empresa de contact centers gerem, a partir de Portugal, cerca de 40 projetos em 12 línguas diferentes, para grandes players internacionais em sectores como aviação, turismo e lazer, bens de consumo, setor automóvel e financeiro.

O mesmo comunicado garante que a Webhelp Portugal registou um volume de receitas de 40 milhões de euros, em 2019.

Recomendadas

Alemanha reitera apoio a gasoduto nos Pirinéus e diz que França não excluiu projeto

O chanceler alemão destacou que este projeto tem uma perspetiva de longo prazo e que, para além do transporte de gás no imediato, servirá para fornecer outras energias, como hidrogénio, no futuro.

“Nova atitude da TAP perante os gastos terá de abranger também os pilotos”, desafia SPAC

Sindicato dos Pilotos diz que “enquanto uns têm cortes brutais no seus vencimentos” e ainda há “processos de despedimento em curso”, renova-se o parque automóvel dos cargos de direção “com 79 viaturas”.

TAP diz que renovação da frota automóvel permite poupar anualmente 630 mil euros

A TAP diz que a opção de comprar 50 BMWs representa uma poupança superior a 20% do valor mensal da renda e tributação, relativamente a novos contratos de renting e está em linha com o plano de reestruturação.
Comentários