Webinar Especial sobre Internet das Coisas (IoT)

O Jornal Económico, em parceria com a EY, vai realizar um Webinar sobre Internet das Coisas (IoT). Assista no dia 11 de julho às 15 horas a partir da redação do Jornal Económico. Miguel Amado, partner da EY, vai explicar todas as vantagens e riscos, da Internet das Coisas.

Mais do que pessoas, estima-se que até 2020 estejam ligados através da internet cerca de 20 mil milhões de dispositivos em todo o mundo, desde veículos, edifícios, eletrodomésticos e até peças de vestuário. Num mundo onde todas as infraestruturas e objetos tendem a estar conectados entre si, está em curso uma revolução digital capaz de prever e moldar as atividades humanas.

Miguel Amado é o Partner responsável pelo Sector Público da prática de Advisory Services  na EY em Lisboa. Ingressou na EY em 2010.

Possui 18 anos de experiência em gestão de projetos nacionais e internacionais em diversos sectores incluíndo – Sector Público, Manufatura, Grande Consumo, Retalho, Imobiliário, Telecomunicações. Tem sólida experiência na transformação no sector Público, finanças públicas, envolvendo processos, pessoas e tecnologia. É licenciado em Gestão de Empresas pela Universidade Católica Portuguesa e tem uma POSI – Pós graduação em Gestão de Sistemas de Informação pelo Instituto Superior Técnico.

Participe enviando as suas perguntas para iot@jornaleconomico.pt

 

Este conteúdo patrocinado foi produzido em colaboração com a EY.

Recomendadas

Bruxelas quer que plataformas passem a cobrar IVA para evitar concorrência desleal

De acordo com as atuais regras de IVA, são os próprios prestadores de serviço – sejam motoristas ou donos de alojamento local – que são obrigados a coletar o IVA e a remiti-lo para as autoridades tributárias do seu país.

UE dá luz verde a entrada de Croácia no espaço Schengen

Com esta aprovação, pelos ministros dos Assuntos Internos da UE, seguindo a recomendação da Comissão Europeia de 16 de novembro, a Croácia deixará de ter fronteiras internas com os outros países do espaço Schengen.

Trabalhadores do MNE português no Brasil vão ter atualização salarial de 48,9%

Os trabalhadores nos postos consulares e missões diplomáticas no Brasil vão ter as suas remunerações atualizadas em 48,9%, a mesma percentagem da depreciação monetária acumulada do real, segundo legislação publicada em Diário da República.