WhatsApp e Messenger vão impulsionar vendas da Meta, diz Zuckerberg

O responsável procura reduzir o impacto das preocupações sobre as finanças da empresa, depois de anunciar o despedimento de 11 mil pessoas durante este mês de novembro.

O CEO da Meta, proprietária do Facebook, Mark Zuckerberg, garantiu aos seus trabalhadores que o WhatsApp e o Messenger vão impulsionar o crescimento da empresa ao nível das vendas. O responsável procura reduzir o impacto das preocupações sobre as finanças da empresa, depois de anunciar o despedimento de 11 mil pessoas durante este mês de novembro.

De acordo com a “Reuters”, Zuckerberg terá referido na quinta-feira que as duas aplicações de mensagens terão alcançado “muito cedo” a capacidade de gerar receitas com vendas, em comparação com as redes sociais Facebook e Instagram, que são gigantes no que diz respeito a ganhos com publicidade.

“Falamos muito sobre oportunidades a longo prazo, mas a verdade é que o negócio das mensagens será provavelmente o nosso próximo grande pilar, à medida que trabalhamos para monetizar o WhatsApp e o Messenger”, disse, citado pela “Reuters”.

De referir que, no palco principal da Web Summit, em Lisboa, a responsável de Produto da Meta, Naomi Gleit, fez saber que a empresa está a trabalhar para tornar o metaverso acessível mesmo para quem não tem dispositivos de realidade virtual.

Recomendadas

Binter e Embrar fecham compra de cinco novas aeronaves por mais de 369 milhões de euros

As duas primeiras unidades estão previstas para chegar às Ilhas Canárias em novembro de 2023.

Manuel Champalimaud compra à Novares a área de injeção de plásticos para a indústria automóvel

A aquisição visa reforçar posição do Grupo Champalimaud no sector dos componentes de plástico decorativo e de interface para a indústria automóvel.

PremiumAmazon diz que “continua a fazer investimentos” de cloud em Portugal

A empresa norte-americana de computação na nuvem Amazon Web Services (AWCS)está a desenvolver um centro de dados no país, mas não se compromete com uma data de abertura.
Comentários