Wi-Fi do iPhone pode sair caro à Apple

O gigante tecnológico Apple enfrenta um processo judicial coletivo pela implementação de uma nova função do iPhone que lhe permite conectar-se ao débito de tráfego de dados quando a rede wifi é débil. Os protagonistas deste processo, Scott Phillips e Suzanne Schmidt, da Flórida, entraram com uma ação no Tribunal de San José (Califórnia) argumentando […]


Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

O gigante tecnológico Apple enfrenta um processo judicial coletivo pela implementação de uma nova função do iPhone que lhe permite conectar-se ao débito de tráfego de dados quando a rede wifi é débil.

Os protagonistas deste processo, Scott Phillips e Suzanne Schmidt, da Flórida, entraram com uma ação no Tribunal de San José (Califórnia) argumentando que a sua fatura telefónica disparou devido a essa nova função do iPhone.

Scott Phillips e Suzanne Schmidt asseguram que a empresa norte-americana deveria arcar com os custos dessas faturas e aos valores debitados a outros utilizadores com problemas similares, cujo custo supostamente poderia atingir um valor próximo de 4,5 milhões de euros.

A polémica função que está na base deste processo, designado Wi-Fi Assist, faz com que os telemóveis sejam conectados a um plano de dados quando o sinal de internet é débil, o que provocou queixas dos utilizadores com tarifários limitados, cujas faturas disparam quando atingem esse limite.

A Apple ainda não se pronunciou sobre esta ação mas publicou em outubro um guia sobre o Wi-Fi Assist onde adverte de que a fatura telefónica poderá aumentar se esta função não for desativa.

OJE

Recomendadas

‘Cyber Monday’ regressa e promete dominar os mercados

A tradição norte-americana tem lugar todos os anos na segunda-feira a seguir à Black Friday e 2022 não é exceção à regra.

PAN propõe incentivos para “representação equilibrada” de género nas empresas

A deputada única do PAN, Inês de Sousa Real, propõe a criação de incentivos à “representação equilibrada” de género nas administrações das sociedades comerciais de forma a “assegurar uma quota mínima” de mulheres “superior a 40%”.

Pré-acordo na Autoeuropa prevê aumento salarial de 5,2% já em dezembro

A Comissão de Trabalhadores da Autoeuropa anunciou hoje um um pré-acordo com a administração da fábrica de automóveis de Palmela para um aumento extraordinário de 5,2% que anula o aumento de 2% previsto para 2023.