Durante transe psicadélico, Will Smith previu que a sua carreira ia sofrer forte revés

O ator fez um ritual de chá de ayahuasca, uma bebida com potencial alucinógeno, preparada a partir de uma mistura de ervas amazónicas e teve a premonição de que a sua vida e a sua carreira seriam destruídas. A revelação foi feita durante uma entrevista, ainda antes de ter agredido Chris Rock durante a cerimónia dos Óscares.

@IMDB

Que Will Smith agrediu Chris Rock em março deste ano, em direto, por causa de uma piada sobre a sua mulher, Jada Smith,  já sabíamos.

As consequências para a imagem e para a carreira do ator foram graves, mas o que ainda não se sabia é que Will Smith já tivera, garante o próprio, uma premonição de que a sua vida seria gravemente afetada e até “destruída”.

A revelação foi feita no programa televisivo de David Letterman, “My Next Guest Needs No Introduction”, onde Will Smith esteve como convidado, ainda antes da entrega dos Óscares.

Durante essa entrevista, Smith relembrou a sua experiência com ayahuasca, uma bebida de ervas com propriedades alucinógenas.

A ayahuasca é uma bebida feita à base de duas plantas (Banisteriopsis caapi e Psychotria viridis), a última com efeitos psicoativos, consumida tradicionalmente pelos povos indígenas da Amazónia para efeitos rituais, de cura física e espiritual.

A conversa do ator com o apresentador David Letterman ainda não foi para “o ar”, mas já circulam frames da mesma, divulgados pelo jornal britânico “Daily Mail”, ontem, segunda-feira, dia 23 de maio de 2022.

Will Smith revelou também que já tomou o chá alucinógeno 12 vezes para “tentar salvar o seu casamento” com Jada Pinkett Smith, com quem diz ter, hoje em dia, um “relacionamento aberto”.

Ritual dos índios da Amazónia 

No início do século XX um seringueiro, Irineu Serra, depois de tomar ayahuasca na região do Acre, teve algumas revelações marianas e fundou a Igreja do Santo Daime. Mais tarde, no final dos anos 1950, um outro seringueiro na Amazónia, José Gabriel Costa, também experimentou o chá e fundou a igreja União do Vegetal.

Em ambos os cultos se inclui a toma de ayahuasca durante as cerimónias. Quer a Igreja do Santo Daime quer a União do Vegetal estão presentes em Portugal.

Nem a bebida ayahuasca nem qualquer das duas plantas são referidas nos tratados internacionais das Nações Unidas sobre substâncias controladas, nem proibidas nas legislações nacionais de droga, mas o DMT, presente na planta Psychotria viridis, é uma substância controlada.

Para além do uso religioso referido e do uso tradicional por povos indígenas, há um interesse cada vez maior pelo ayahuasca, seja de movimentos neoxamânicos, seja de  pessoas não integradas em qualquer movimento, mas que procuram a resolução de problemas espirituais ou de relacionamento. Pelos vistos Will Smith foi uma delas.

 

Recomendadas

Helena Coelho arrasa Miguel Milhão da Prozis: “Não compro uma única coisa mais…”

O fundador da Prozis, Miguel Milhão, está no centro da polémica, após concordar com a decisão do Supremo Tribunal dos Estados Unidos em revogar a lei do aborto, que vigorava há mais de 50 anos. Perante a sua posição, várias figuras públicas deixaram de colaborar com a marca de nutrição desportiva, como é o caso de Jessica Athayde, Marta Melro ou Diana Monteiro. A apresentadora Helena Coelho é uma das mais críticas: “é a prepotência e arrogância de quem “não precisa de Portugal”.

Confronto entre Leonor Poeiras e a TVI adiado por Cristina Ferreira ter faltado ao julgamento

A apresentadora pede mais de 1 milhão de euros como indemnização. Cristina faltou ao julgamento por ter de se deslocar ao Porto em trabalho, para marcar presença num evento promovido por Mário Ferreira.

A Casa de portas abertas: Open House Porto regressa nos dias 2 e 3 de julho

A 7.ª edição do certame propõe o tema “Casa” para explorar os 74 locais que se abrem à cidade e ao público em 2022. Mais de metade dos espaços dão-se a conhecer em estreia absoluta.
Comentários