Yahoo foi roubada: Mais de mil milhões de contas em perigo

A tecnológica Yahoo confirma que foi roubada informação privada de “mais de mil milhões” de contas e que não foi capaz de identificar os responsáveis.

A Yahoo explicou em comunicado que se trata de um roubo de informação diferente ao que foi registado em setembro deste ano, quando anunciou que sofreu a subtracção de dados privados de 500 milhões de utilizadores.

A companhia acredita que este novo ataque, levado a cabo por uma “terceira entidade não autorizada” teve lugar em agosto de 2013.

“A Yahoo adotou medidas para assegurar as contas dos utilizadores e está a trabalhar de perto com as forças de segurança” acrescentou a tecnológica em comunicado.

Entre a informação que foi roubada das contas está o nome dos utilizadores, e-mails, números de telefone, datas de nascimento, contra-senhas e perguntas e respostas de segurança.

Neste sentido, a Yahoo afirmou ter invalidado as perguntas e respostas de segurança que não estavam encriptadas para que não pudessem ser usadas ao aceder a uma conta.

Além disso, a Yahoo está a contactar os utilizadores potencialmente afetados e pediu que mudassem as suas contra-senhas.

Recomendadas

Venezuela prepara acordos com petrolífera Chevron após alívio de sanções

A Venezuela anunciou hoje que vai assinar, nas próximas horas, acordos com a petrolífera norte-americana Chevron para impulsionar o desenvolvimento local de empresas mistas (capital público e privado) e a produção de petróleo.

“Via Verde rejeita categoricamente qualquer acusação de burla” que circule no Portal da Queixa

“Sempre que um cliente passa numa portagem e a transação falha, a Via Verde comunica diretamente com o cliente a dar conta de um eventual problema”, justifica. “Este alerta visa sempre proteger os clientes. Se o problema for confirmado, o cliente pode subscrever um plano Via Verde ou, se assim preferir, comprar um identificador novo”, esclarece fonte oficial da empresa ao JE.

ORES Portugal compra três hipermercados por 26,2 milhões que alugará ao Continente

Os três ativos imobiliários são objeto de contratos de arrendamento de longa duração com o Continente, do grupo Sonae, segundo um comunicado da SIGI do Bankinter e da Sonae Sierra.
Comentários