Zelensky apela a aumento do fornecimento de armas para ajudar a atingir “ponto de inflexão” da guerra

O presidente da Ucrânia dirigiu-se ao Fórum GLOBSEC 2022 de Bratislava, por videochamada, alertando que as divisões na Europa criaram oportunidades para a Rússia avançar,

Volodymyr Zelensk/Twitter

Volodymyr Zelensky apelou esta quinta-feira ao Ocidente para aumentar a distribuição de armas à Ucrânia de forma a contribuir para um “ponto de inflexão” na guerra, permitindo que as forças ucranianas retomem a dianteira do confronto.

Segundo a “Reuters”, o presidente ucraniano dirigiu-se ao Fórum GLOBSEC 2022 de Bratislava, por videochamada, alertando que as divisões na Europa criaram oportunidades para a Rússia avançar.

Contudo, Zelensky afirmou estar grato pela assistência do Ocidente aos longo dos últimos meses.

Joe Biden confirmou esta semana que os EUA vão enviar armamento de médio alcance para ajudar as forças de Kiev a enfrentarem a ofensiva russa.

O presidente norte-americano ressalvou que não serão enviados “sistemas de ‘rockets’ para a Ucrânia que possam atingir o interior da Rússia”.

Nos últimos dias, a imprensa norte-americana avançou que Washington estava a preparar a entrega de sistemas de foguetes militares de lançamento múltiplo de longo alcance (MLRS) a Kiev, após o Congresso ter aprovado uma ajuda adicional de 40 mil milhões de dólares (37 mil milhões de euros) à Ucrânia.

No entanto, o porta-voz do Pentágono, John Kirby, não confirmou o envio dos MLRS M270 – veículos modernos altamente móveis com um alcance de tiro de 300 quilómetros.

Recomendadas

Bruxelas prepara plano de emergência para precaver corte total de gás russo (com áudio)

A presidente da Comissão Europeia, Ursula Von der Leyen, anunciou hoje perante o Parlamento Europeu que o seu executivo vai apresentar este mês um plano de emergência europeu para precaver um eventual corte total de fornecimento de gás russo.

Modelo, atriz e sniper. Quem era a brasileira que perdeu a vida na Ucrânia?

Thalita do Valle, de 39 anos, lutava ao lado das forças ucranianas em Kharkiv. A cidade foi atacada e a mulher não resistiu.

Erdogan vai “intensificar” negociações para garantir exportação de cereais da Ucrânia

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, disse esta terça-feira que pretende “intensificar” as negociações com Rússia e Ucrânia para garantir um acordo sobre o plano da ONU para a exportação de cereais ucranianos para o mercado mundial.
Comentários