agência antitruste

Alemanha volta a apertar o cerco ao Facebook. Desta vez por causa da “publicidade direcionada”

Andreas Mundt, chefe da principal agência antitruste da Alemanha (Federal Cartel Office), acredita que a rede social pode vir a ser proibida de processar os dados de terceiros, caso as autoridades concluam que a multinacional abusou da sua posição dominante no mercado.