antónio Ramalho

Que papel para os ‘private equity’ na banca portuguesa?

O conglomerado chinês Fosun, dono de 30% do BCP, foi obrigado a anunciar uma venda apressada de ativos para reduzir e refinanciar a sua dívida gigantesca.

Fórum Banca. Veja o maior encontro anual do sector financeiro, organizado pelo JE e PwC

Encontro do sector financeiro nacional contará com a participação do governador do Banco de Portugal, Mário Centeno, bem como dos líderes dos seis maiores bancos nacionais. Sustentabilidade será o tema forte da edição deste ano do Fórum, que contará com uma convidada especial, Dorota Siwek, responsável pela área de ESG da Autoridade Bancária Europeia. Veja em direto.

António Ramalho: “Orçamentos do Estado transformaram-se em moções de confiança anuais”

“Não estamos em rotinas de um ano. O facto dos Orçamentos do Estado terem-se transformado numa espécie de moção de confiança anual dos Governos, obrigou que o ciclo político fosse de curto prazo. A aprendizagem que tivemos nestes seis anos, permite-nos antecipar que os próximos períodos sejam mais longos. E isso é importante”, destaca o CEO do Novobanco em entrevista exclusiva ao JE.

“Não haverá distribuição de dividendos em 2022”, garante CEO do Novobanco

“Neste momento não há distribuição de dividendos negociável, aliás isso fez parte dos acordos realizados. Isso é algo que se vai manter em 2022. Os dividendos significam maior capitalização da instituição e a capacidade do Novobanco de cumprir todos os requisitos regulatórios e as almofadas para trabalhar com confiança”, assegurou António Ramalho, CEO do Novobanco.

CEO do Novobanco: “Plano estratégico? Queremos simplificar ao máximo toda a estrutura”

“Plano estratégico? Concentramos todas as operações em Portugal e é esse o nosso compromisso para com a economia portuguesa. E isso obriga a que simplifiquemos ao máximo toda a estrutura. E simplificar é sinónimo de eficiência”, realçou António Ramalho em entrevista exclusiva ao JE.

Novobanco: o que esperar do plano estratégico até 2024? Veja a entrevista a António Ramalho ao JE

Em entrevista a Maria Teixeira Alves, grande repórter do JE, António Ramalho, CEO do Novobanco, realça o que espera para 2022, do novo Governo, do Plano de Recuperação e Resiliência, da economia e do Plano Estratégico do banco para 2022-2024.

António Ramalho admite prejuízos do Novo Banco acima de mil milhões em 2020

Sobre a venda do campo de Golfe de Benavente, vendido por pouco mais 400 mil euros quando estava avaliado em 4 milhões de euros, Ramalho revelou que esse valor resulta de um contrato de arrendamento do campo com uma sociedade que era 83% do banco. O CEO recusou dizer quanto é que o Novo Banco vai pedir ao Fundo de Resolução no âmbito do Acordo de Capitalização Contingente (CCA).

Parlamento aprova novo travão a injeções no Novo Banco até auditoria estar concluída. Apenas PS votou contra

PSD deu a mão ao Bloco de Esquerda e PCP para aprovar recomendação dos bloquistas para que o Governo “não mobilize mais recursos públicos” do Fundo de Resolução para o Novo Banco, “sem que sejam conhecidos os resultados da auditoria à gestão” do banco liderado por António Ramalho.

Novo Banco acredita que Fundo de Resolução continuará a capitalizar o banco

Em comunicado, o Novo Banco confia que o Fundo de Resolução continuará a cumprir as “suas obrigações de pagamento”.
Ver mais artigos