Banco Central Europeu

“Mercados em Ação”. “Políticas monetárias foram uma espécie de ‘bomba ao retardador’”

Como irá evoluir a inflação em 2023 e que política monetária irá adotar o Banco Central Europeu para conter esse indicador? Veja a análise do economista Luís Tavares Bravo na última edição do programa da plataforma JE TV.

Aquiles precisa-se

Pensando à la Samuelson, das doze vezes que desde os anos 50 a Fed seguiu uma política restritiva, nove acabaram em recessão; a probabilidade é forte.

Em direto. Veja a conferência de imprensa de Christine Lagarde, presidente do BCE

Christine Lagarde explica as razões por detrás da decisão do BCE e, espera-se que perspetive as próximas decisões monetárias do organismo, perante a incerteza criada com a subida da inflação.

Hora de decisões no BCE: do fim da compra de ativos à subida das taxas de juro. Ouça o podcast do JE “Mercados em Ação”

A reunião do BCE desta quinta-feira é uma das mais importantes do ano: deverá ser decidido o fim da compra de ativos e a subida das taxas de juro. Steven Santos, diretor das áreas de corretagem e de plataformas de trading do banco BiG, comenta este e outros temas no podcast do JE.

“Mercados em Ação”. “É gravíssimo que não haja preocupações com o novo contexto macroeconómico”

“Não deixa de ser estranho. Estamos a entrar num novo contexto macroeconómico e não tem havido grandes preocupações, algo que é gravíssimo. Isso tem estado ausente do discurso político. A questão está a ser empurrada para debaixo do tapete”, considerou Steven Santos, diretor das áreas de corretagem e de plataformas de trading do banco BiG.

Taxas a subir e porque é que devemos estar calmos

Neste artigo deixamos uma visão complementar que acreditamos possa trazer alguma tranquilidade na gestão dos orçamentos das famílias em Portugal.

EUA: que impacto terá a subida histórica das taxas de juro? Veja o “Mercados em Ação”

Acompanhe o “Mercados em Ação” no site e nas redes sociais do Jornal Económico. E reveja-o através da plataforma multimédia JE TV.

A política monetária do BCE: o caminho a seguir

É vital, num contexto de incerteza, que a resposta dada pelo Banco Central Europeu seja gradual e flexível, de forma a permitir recuos e avanços no combate à inflação.

A ‘put’ do BCE

Há quem diga que mesmo com a “zona de perigo” demarcada entre os 200 a 300bp, o Banco Central Europeu só aparecerá quando os juros italianos ultrapassarem os 4%.
Ver mais artigos