Banco do Canadá

Consórcio de seis bancos centrais aumenta ritmo de linhas de crédito

A partir de 23 de março, até ao final de abril, o BCE, a Reserva Federal norte-americana e os bancos centrais do Japão, Inglaterra, Canadá e Suíça vão realizar operações de linhas de crédito de curto-prazo em dólares norte-americanos diariamente.

Seis bancos centrais em ação coordenada para injetar liquidez no sistema financeiro mundial

A Fed, o BCE e os bancos centrais do Canadá, de Inglaterra, Suíça e do Japão concordaram em tornar mais barata as linhas de crédito em dólares e aceitaram alongar a maturidade destas operações para injetar mais liquidez no sistema financeiro global e, com isso, aliviar as dificuldades de financiamento das famílias e das empresas.

Covid-19: depois da Fed, Banco do Canadá corta taxas de juro em 50 pontos base

Em comunicado, a instituição liderada por Stephen Poloz, realçou que “Covid-19 constitui um choque material negativo para os outlooks globais e do Canadá”. Consequentemente “as autoridades monetárias e orçamentais estão a dar resposta”.