catástrofes naturais

PCP- Madeira quer melhor preparação para lidar com eventos sísmicos

O deputado do PCP, Ricardo Lume, na apresentação deste projeto na Assembleia Regional da Madeira, apontou para o facto de, nos últimos anos, se ter verificado um aumento da atividade sísmica na região autónoma. No entanto, CDS e PSD consideram que diploma do PCP não apresenta vantagens adicionais.

O impacto económico das catástrofes e como limitá-lo

A busca de respostas que melhorem a assistência às economias em situação de catástrofe é uma exigência social. E a solução para mitigar riscos está nos mercados financeiros, desde que haja coragem para a implementar.

Catástrofes naturais geraram prejuízos superiores a 285 mil milhões de euros em 2017

Relatório da seguradora Aon indica que as perdas económicas geradas por desastres naturais em 2017 superaram em 93% a média do período compreendido entre 2000 e 2016. Tal deveu-se principalmente à série de furacões que assolou as Caraíbas e os EUA, neste último caso um país com uma grande difusão de seguros.

Bruxelas tem uma nova resposta às catástrofes naturais: uma reserva de meios da proteção civil

Só em 2017, mais de 200 pessoas perderam a vida em virtude de catástrofes naturais, tendo sido destruído mais de um milhão de hectares de floresta.

Irma, José e Katia: três furacões à solta no Atlântico

Os três furacões que se mantêm ativos no Atlântico Norte e no Golfo do México preocupam as autoridades e geram a maior onda de evacuações da história dos EUA.

Furacão Harvey: água atinge limite numa das maiores barragens de Houston

Engenheiros tentam impedir que povoações sejam inundadas na sequência do furacão que pode estar entre as catástrofes mais caras do mundo,

Avanços nucleares de Pyongyang fazem o Japão reviver medidas de segurança de Hiroshima e Nagasaki

Em todo o país, estão a ser construídos abrigos comuns para proteger os japoneses de possíveis ataques do regime de Pyongyang e as vendas de máscaras de gás dispararam nos últimos meses.

Barragens vão passar a contar com menos vigilância humana

Peritos temem que a segurança das infraestruturas fique comprometida com a reorganização que a EDP quer impor no sistema de segurança nacional das barragens.

É uma das maiores ameaças mundiais e pode matar 30 milhões de pessoas num ano

Se vive num país desenvolvido é muito pouco provável que alguma tenha pensado nesta como uma das maiores ameaças à segurança internacional. Mas acredite a ameaça é real e pouco ou nada está a ser feito para controlá-la.
Ver mais artigos