cativações

OE 2021: centralização ao quadrado

O facto de as regras de execução serem dadas a conhecer cada vez mais tarde pode vir a afetar seriamente o próprio regime de autonomia financeira, pondo em causa atividade de algumas entidades públicas.
joão_leão_tomada_posse_1

OE2021: João Leão não mexe nas regras das cativações no próximo ano

Governo mantém as regras das cativações aplicadas este ano, segundo a versão preliminar do Orçamento do Estado para 2021, a que o Jornal Económico teve acesso.

Um renovado Plano Nacional de Vacinação

Numa falha evidente de mercado, compete ao Estado intervir para ajudar a corrigi-la e assim introduzir externalidades positivas de que todos beneficiarão.

Um orçamento de continuidade

Portugal precisa de um plano nacional para a natalidade, com medidas integradas em matéria laboral, redução da carga fiscal sobre os rendimentos do trabalho e incentivos à mobilidade. Ninguém tem filhos para reduzir a sua fatura fiscal.

Centeno não mexe nas regras das cativações em 2020

Governo repete as regras das cativações no próximo ano, segundo a versão preliminar da proposta do Orçamento do Estado para 2020.
rui_rio_psd

PSD questiona ‘cativação’ no Ministério das Finanças de três milhões de euros destinados à ERC

Os social-democratas indicam que é o terceiro ano consecutivo que o Executivo de António Costa não cumpre o estipulado na lei e questionam quando é que a verba será transferida para a Entidade Reguladora da Comunicação Social (ERC).

Primeiro ano da legislatura foi aquele em que Centeno menos descativou

O primeiro ano da legislatura que terminou agora foi aquele em que o ministro das Finanças, Mário Centeno, menos descativou, deixando mais de metade dos cativos orçamentados no início de 2016 ‘congelados’.

A magia de Costa

A magia distrai e diverte, mas a realidade é que o país está a tornar-se perigosamente um parque de atrações. E os portugueses não têm dinheiro para o bilhete.

Sim, sim, sim, só que não

Acabar com as taxas moderadoras, ancorados na última mentira de Catarina, vindo depois dizer que sim, só que não, é mais um passo para nada acontecer a nível algum. A oposição podia e devia ser activa, enérgica e consequente. Só que também não.
Ver mais artigos